segunda-feira, 11 de julho de 2016

Se Dilma quer corrigir seus erros como presidente, que concorra a uma nova eleição, diz senador


Imagem: Reprodução / Redes Sociais
O senador mato-grossense Wellington Fagundes (PR), considerado um indeciso para a bancada petista, deixou claro não vai mudar seu voto, no processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff (PT).

“É certo que a Dilma foi afastada por vários fatores, como a crise econômica, as pedaladas, a falta de diálogo com a base aliada. Ela se enclausurou e não conversava nem com PMDB e PT”, reclamou Fagundes. “Não dá para adiantar o voto. Certamente o voto terá conteúdo político”, justificou o presidente da Executiva do PR, que chegou a ser vice-líder do governo Dilma Rousseff, no Senado, nos estertores do mandato.

“Vejo que dificilmente a presidente Dilma voltará [ao cargo] “Tenho mandato para mais seis anos. E vou abrir mão porquê? Porque ela errou? Se quer corrigir o mandato para presidente, talvez uma eleição para a Presidência da República seja o melhor caminho”, afirmou Fagundes sobre a pretensão de Dilma de voltar para corrigir seus erros.

Leia também: 
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

UOL Cliques / Criteo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...