segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Ministra sueca renuncia depois de seu teste do bafômetro dar positivo


Imagem: Reprodução / Redes Sociais
A ministra da Educação Secundária e para Adultos da Suécia, Aida Hadzialic, anunciou neste sábado (13) que vai renunciar ao cargo após ter sido reprovada em um teste do bafômetro.

Em entrevista coletiva, ela revelou há alguns dias foi submetida a um teste do bafômetro em Malmo, no sul do país, quando voltava de carro de um show em Copenhague e que o exame contabilizou 0,2 miligramas de álcool em seu sangue, a quantidade mínima que a Suécia considera crime. No Brasil o limite mínimo é de 0,5 miligramas.


Leia também: 


"Decidi pegar o carro para Malmo achando que já não estava mais sob os efeitos do álcool", declarou a ministra, que disse ter tomado vinho horas antes de ser parada em uma blitz rotineira da Polícia, que aplicou uma multa e denunciou o caso às autoridades.

Aida lamentou ter "decepcionado" muita gente e disse estar "com raiva de si mesma", além de "profundamente arrependida".

O primeiro-ministro sueco, Stefan Lofven, social-democrata assim como Aida, afirmou em comunicado compartilhar com a ministra de sua "análise sobre a gravidade da situação" e lamentou "perder uma apreciada e bem-sucedida colega", que apresentará formalmente sua renúncia na segunda-feira. A titular da Educação Superior, Helene Hellmark Knutsson, assumirá provisoriamente o cargo.

Atualmente com 29 anos e originária de Bósnia-Herzegóvina, Aida assumiu o ministério em 2014, quando um governo em minoria de coalizão entre social-democratas e ecologistas assumiu o poder, e se transformou então na ministra mais jovem da história da Suécia.

Veja também: 





EFE
Editado por Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

UOL Cliques / Criteo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...