quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Operação da PF descobre desvio de recursos do Ministério do Esporte


Carlos Fernandes é afastado do cargo de presidente da
Confederação Brasileira de Taekwondo pela Justiça
Imagem: Divulgação
A Polícia Federal deflagrou uma operação, na manhã desta quarta-feira, 24, para desarticular uma quadrilha que fraudava licitações e desviava recursos públicos do Ministério do Esporte. Segundo a PF, a operação chamada Nemeus descobriu o esquema feito por meio de convênios a diversas confederações esportivas. Estão sendo cumpridos 16 mandados judiciais no Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Manaus e Caxias do Sul, em escritórios e residências de pessoas suspeitas de integrarem a quadrilha.

Leia também: 

Deste número, oito são mandados de busca e apreensão, quatro conduções coercitivas, um mandado de prisão preventiva e também uma notificação judicial de afastamento do presidente da Confederação de Taekwondo. Diligências estão sendo realizadas nas sedes da Confederação Brasileira de Tiro Esportivo e na Confederação Brasileira de Taekwondo, e em empresas ligadas às fraudes.

As investigações da PF, iniciadas há cerca de um ano, indicam que a quadrilha vem fraudando licitações com o uso de documentos falsos, a fim de realizar contratações e aquisições por preços muito acima do mercado. A operação é realizada em conjunto com o Ministério Público Federal e a Controladoria Geral da União. O nome da operação é uma alusão aos Jogos Nemeus, disputados na Grécia antiga e dedicados a Zeus.

Veja também: 

 
 



Constança Rezende
O Estado de S. Paulo
Editado por Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

UOL Cliques / Criteo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...