terça-feira, 9 de agosto de 2016

Senadores dilmistas tentaram atrasar com questões de ordem, mas perderam todas


Imagem: Reprodução / TV Senado
Desde a véspera da sessão do Senado que vai decidir se a presidente afastada Dilma será pronunciada, os senadores dilmistas avisavam que pretendiam apresentar 11 questões de ordem para suspender ou ao menos atrasar os trabalhos. Nesta manhã, mostraram-se surpreendidos com a decisão previamente acordada de decidir as questões em bloco. 


Os defensores de Dilma acabaram por desistir de algumas questões após serem informados de que as questões que tratavam de matérias preliminares não seriam decididas. As cinco questões que foram apresentadas foram negadas pelo presidente do STF, ministro Ricardo Lewandowski. 

Lewandowski deferiu o pedido da senadora Gleisi Hoffmann para que sua declaração de voto fosse impressa e entregue aos senadores, mas não aceitou suspender a sessão por 48 horas, como a senadora tinha pedido. 

Leia também:

Veja também: 



  

 

Luciana Camargo
Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

UOL Cliques / Criteo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...