quinta-feira, 1 de setembro de 2016

Advogado recorre da decisão que ignorou a Constituição para manter direitos de Dilma


Imagem: Montagem / Folha Política
O advogado Júlio Casarin impetrou um mandado de segurança contra o ato do Senado que deixou de aplicar parte do artigo 52 da Constituição para manter os direitos políticos de Dilma. 


Casarin afirmou: "O artigo 52 da Constituição Federal é claro ao dizer que CONDENAÇÃO deve ser à perda do cargo, com inabilitação, por oito anos, para o exercício de função pública. COM!!! Com é com!!! Não há como separar. O destaque foi flagrantemente INCONSTITUCIONAL!!!"

Veja vídeo em que o dr. Júlio Casarin explica a decisão: 


Veja imagens do recurso:




A decisão do Senado causou profunda indignação na população. Logo após a decisão, representantes do PSDB e do DEM afirmaram que estavam estudando a hipótese de recorrer ao STF. Por prudência, decidiram aguardar, refletindo que um recurso poderia legitimar algum recurso da defesa. A defesa, por sua vez, já protocolou mandado de segurança no STF pedindo a anulação da decisão que cassou o mandato de Dilma. 

Em breve apresentaremos mais informações e uma entrevista com o Dr. Júlio Casarin. Junto ao advogado, o MCC - Movimento Contra Corrupção e Alexandre Frota, integrante do mesmo, participaram desta ação.

Veja o vídeo de Alexandre Frota: 


Leia também: 
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

UOL Cliques / Criteo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...