sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Decisão de Teori revela que Lula está indefeso, diz colunista


Imagem: Reprodução / Redes Sociais
O colunista Josias de Souza comentou a decisão do ministro Teori Zavascki, que disse que os pedidos da defesa de Lula são tentativas de "embaraçar as investigações" que envolvem o ex-presidente. Para Josias de Souza, no momento "Lula tem duas alternativas: ou reivindica que seu caso seja apreciado pela Assembleia Geral da ONU ou contrata advogados capazes de defendê-lo, urgentemente, do mérito das acusações".


Leia abaixo o texto de Josias de Souza: 

A esperança dos advogados de Lula é a última que mata. Hoje, qualquer criança de cinco anos sorri amarelo quando ouve a tese segundo a qual o morubixaba do PT é vítima de perseguição política do juiz Sérgio Moro. Ao negar mais um pedido da defesa de Lula para suspender inquéritos que correm contra ele em Curitiba, o ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal, anotou o óbvio: a petição não passa de mais uma das inúmeras tentativas de “embaraçar as investigações” da Lava Jato.
Leia também: 

Teori pareceu impaciente com “a insistência” dos advogados em converter o cliente em perseguido. E avisou: ''É importante destacar que esta Corte possui amplo conhecimento dos processos (inquéritos e ações penais) que buscam investigar supostos crimes praticados no âmbito da Petrobras, com seus contornos e suas limitações…” Foi como se o ministro dissesse: “Não queiram ofender a minha inteligência.”
Em resposta ao despacho de Teori, os defensores de Lula reiteraram: ''É notório que Lula tem sido vítima de diversas e gravíssimas ilegalidades perpetradas naquele juízo paranaense, o que explica o comunicado feito em julho à ONU''. Se fossem médicos, os advogados de Lula estariam retocando as manchas que aparecem na radiografia, em vez de cuidar do paciente.
Na vida, todo mundo deve raciocinar com hipóteses. Das mais amplas às mais específicas. Levando-se o raciocínio dos doutores às fronteiras do paroxismo, a melhor das hipóteses é que Lula seja mesmo vítima de um complô da Polícia Federal, dos procuradores da Lava Jato, de Sérgio Moro e agora de Teori Zavascki para fazer de um político exemplar um ex-presidente desonesto.
A pior das hipóteses é que, alheio à evidência de que tudo o que está na cara não pode ser uma conspiração da lei das probabilidades contra um inocente, a Operação Lava Jato está prestes a converter Lula em denunciado, réu e, no limite, condenado. Diante de tais hipóteses, Lula tem duas alternativas: ou reivindica que seu caso seja apreciado pela Assembleia Geral da ONU ou contrata advogados capazes de defendê-lo, urgentemente, do mérito das acusações. Se o despacho de Teori revelou alguma coisa é que Lula virou um suspeito indefeso.

Veja também: 

 
 
 


Luciana Camargo
Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

UOL Cliques / Criteo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...