quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Gleisi, Pimenta, Lindbergh e Damous gravam vídeo atacando procurador e chamam Dallagnol de fascista; veja


Imagem: Reprodução
A senadora petista Gleisi Hoffmann foi até São Paulo participar da coletiva do ex-presidente Lula, que supostamente iria se defender das acusações feitas ontem pelo Ministério Público Federal ontem. No caminho, Gleisi resolveu fazer uma transmissão ao vivo com os petistas Lindbergh Farias, Paulo Pimenta e Wadih Damous. Durante a transmissão, os esquerdistas atacam a Justiça e desqualificam o trabalho do Ministério Público Federal. Durante as graves acusações feitas, os petistas partem para a baixaria e chamam o procurador do MPF Deltan Dallagnol de “fascista”. Assista:


O vídeo não agradou os internautas, que fizeram questão de lembrar que Gleisi e Lindbergh respondem a diversos processos, que Paulo Pimenta já foi acusado de enriquecimento ilícito e que Wadih Damous seria defensor do plano criminoso de poder. Também lembraram da prisão do marido de Gleisi, o ex-ministro Paulo Bernardo.

Também foi lembrado que chamar adversários de fascistas pode render condenações na Justiça. Os usuários lembraram que recentemente, a revista Carta Capital foi condenada a indenizar o deputado federal Paulo Eduardo Martins (PSDB-PR), por chamarem o deputado de fascista. Ou seja: Deltan Dallagnol e outros integrantes do MPF podem processar os petistas, já que foram acusados pelos parlamentares de vários crimes nesta transmissão de vídeo feita na página de Gleisi Hoffmann.


Leia também: 
Deputada comunista Jandira Feghali tenta defender Dilma em debate à prefeitura e leva 'surra' de candidatos; veja
Força-tarefa agora prevê que Lava-Jato levará mais 2 anos
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

UOL Cliques / Criteo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...