segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Advogada que tenta blindar alunos após morte em escola foi candidata a vereadora pelo PT


Imagem: Reprodução
Um adolescente de 16 anos foi encontrado morto com facadas no pescoço e no tórax em um colégio estadual, que está ocupado por estudantes, em Curitiba, de acordo com a Polícia Militar (PM). A situação aconteceu na Escola Estadual Santa Felicidade por volta das 15h30 desta segunda-feira (24).


Neste fim de tarde, o Governo do Paraná confirmou que o caso se trata de homicídio, porém, ainda não deu mais detalhes sobre motivação e autoria do crime.

Leia também: 

A Secretaria de Estado de Segurança Pública e Administração Penitenciária (Sesp) informou que o adolescente era aluno da Escola Estadual Santa Felicidade. Conforme a Sesp, o caso está sendo tratado como prioridade pela Polícia Civil e pela Polícia Científica. 

O Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate) foi acionado e se deslocou até colégio, mas, ao chegar, a vítima já estava morta.

Em nota, o movimento Ocupa Paraná afirmou que "não há nenhuma informação concreta sobre a motivação dessa morte" e reclamou que "os mais de 10 advogados do movimento que estão proibidos de entrar no local para dar suporte aos outros estudantes da ocupação que estão lá dentro com a polícia civil".

Como informa o Jornalivre, entre os advogados está Tânia Mandarino, que "tem lutado para que os invasores não prestem depoimento: 'A situação está delicada; para nós, advogados, está se configurando violação de prerrogativas. Chegamos aqui e não estão nos deixando entrar. Estão ouvindo vários adolescentes lá dentro e não deixam os advogados entrar'.

O Jornalivre informa que Tânia foi candidata a vereadora pelo PT. Veja abaixo:

Imagem: Reprodução


Veja também:




 
 

Luciana Camargo, com informações de G1 e Jornalivre
Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

UOL Cliques / Criteo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...