sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Lula pede indenização a delegado que o citou em relatório sobre Odebrecht


Imagem: ABr
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) moveu uma ação por danos morais contra o delegado da Polícia Federal Filipe Hille Pace, que atua na Operação Lava Jato. A ação foi impetrada pelos advogados de Lula e deverá tramitar na Justiça do Estado de São Paulo. Segundo os advogados do ex-presidente, o delegado teria atacado "a honra" de Lula ao citá-lo em um relatório como sendo o "amigo" mencionado em uma planilha da Odebrecht que indicaria pessoas que receberam vantagens indevidas da empreiteira.


O relatório que indiciou criminalmente o ex-ministro da Fazenda e da Casa Civil Antonio Palocci, elaborado por Pace, apontou que o termo "amigo", que aparece na planilha da Odebrecht, era uma menção ao ex-presidente Lula. Na planilha, o "amigo" teria recebido vantagens no valor de R$ 23 milhões.

Leia também: 

Para os advogados de Lula, a afirmação de Pace no relatório foi "ofensiva e mentirosa". A defesa de Lula afirma que o ex-presidente não era sequer investigado no inquérito.

"O citado delegado federal cometeu abuso ao usar de sua função pública para, sem qualquer prova e, ainda, sem ser autoridade responsável pela investigação, que Lula seria o "amigo" mencionado em uma suposta planilha", afirma uma nota divulgada pela defesa do ex-presidente.

A ação movida pelos advogados de Lula pede uma indenização de R$ 100 mil como reparação por danos morais.

A reportagem do UOL tentou contato por telefone e por e-mail com a assessoria de imprensa da Polícia Federal para obter um posicionamento sobre a ação movida por Lula, mas até o momento, não obteve retorno. O e-mail não foi respondido e as ligações telefônicas feitas tanto à Polícia Federal em Brasília quanto no Paraná não foram atendidas. 

Veja também:



 
 

UOL
Editado por Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

UOL Cliques / Criteo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...