domingo, 30 de outubro de 2016

Pela 1ª vez desde fundação, PT não elege nenhum prefeito no ABCD


Imagem: Divulgação
Pela primeira vez desde sua estreia nas eleições municipais, em 1982, o PT ficou sem nenhuma cidade do ABCD paulista. No balanço final da eleição, O PSDB ficou com três prefeituras do conjunto e o PV ficou com a quarta.

Santo André foi o único município do grupo que levou um candidato petista ao segundo turno, mas o atual prefeito, Carlos Grana (PT), foi derrotado por Paulo Serra (PSDB). O tucano já foi secretário de Mobilidade, Obras e Serviços de Grana antes de migrar ao partido atual.


São Bernardo elegeu o deputado estadual Orlando Morando (PSDB), que disputou contra o deputado federal Alex Manente, 37 (PPS).

Leia também: 

Diadema reelegeu Lauro Michels (PV), que disputou contra Vaguinho (PRB). O tucano José Auricchio Jr. havia se eleito em São Caetano do Sul ainda no primeiro turno.

Desde a gestão de Gilson Menezes, que iniciou seu mandato em 1983 em Diadema, o PT sempre deteve a gestão de ao menos uma cidade.

APOIO MALDITO

Em São Bernardo do Campo, berço do sindicalismo e onde mora o ex-presidente Lula, o PT experimentou uma dupla derrota. Após ficar de fora do segundo turno, decidiu apoiar Alex Manente, do PPS, que perdeu para o tucano Orlando Morando.

O movimento acabou se tornando uma espécie de "apoio maldito" para o candidato do PPS, que obteve 39,9% dos votos. Lula sequer votou no segundo turno.

São Bernardo era administrada há oito anos pelo petista Luiz Marinho.

"O PT se criou com a tese de que protegia os trabalhadores. As pessoas não são ingênuas. Sabem que foi o PT que levou o país à crise", afirmou à Folha o prefeito eleito, Orlando Morando.

Segundo ele, o PSDB teve, nesse período, sua identidade revelada. "Houve resgate do legado do presidente Fernando Henrique. Um contraste entre quem consertou o país e quem estragou", afirmou, referindo-se à ex-presidente Dilma Rousseff.

Tucanos avaliam que, além da rejeição ao PT, o apoio de João Doria, eleito na capital no primeiro turno, ajudou a catapultar a candidatura de Morando. O governador Geraldo Alckmin, fiador da candidatura de Doria, também esteve na cidade na reta final da campanha.

GRANDE SP

De todos os 39 municípios da região metropolitana de São Paulo, PT elegeu um único prefeito: o atual administrador de Franco da Rocha, Kiko Celeguim, terá um próximo mandato.

Em Mauá, única cidade da Grande São Paulo além de Santo André em que o PT foi ao segundo turno, o atual prefeito Donisete Braga (PT) foi batido por Átila Jacomussi (PSB). A derrota do petista contraria o histórico do município. Até 2016, o partido havia vencido quatro das sete eleições disputadas na cidade desde a redemocratização.

Leia também: 

Braga teve o apoio de Clóvis Rossi (ex-PSDB), que foi o segundo colocado no segundo turno e acabou expulso de seu partido após declarar a aliança. Entretanto, não foi o suficiente para bater Jacomussi, que se afastou do cargo de deputado estadual para concorrer à prefeitura.

O PSDB foi o partido que se saiu melhor na região metropolitana –elegeu 11 prefeitos. Em depois vem o PR, com seis municípios; o PSB, com cinco; e o PRB, com quatro.

PTB e PV elegeram três prefeitos cada. PSD e PTN ficaram com dois eleitos cada e PMDB, PT e SD elegeram apenas um candidato à Prefeitura.

BANDEIRANTES

Alguns dos candidatos que pertencem a partidos da base do governador tucano Geraldo Alckmin afirmaram, ao longo da campanha, que sua interlocução com o Palácio dos Bandeirantes poderia levar seu município a receber mais recursos do Estado de São Paulo.

É o caso do ex-vereador Gustavo Henric Costa, o Guti (PSB), que se elegeu em Guarulhos, a segunda maior cidade da Grande São Paulo. Em entrevista à Folha no último dia 14, Guti explicou que foi convidado a entrar no PSB pelo vice-governador Márcio França.

"Ele me convidou para ir ao Palácio [dos Bandeirantes] conversar com ele e mostrou o plano de ação do PSB, que eles acreditam na nova política", afirmou. Ele prometeu que, com sua eleição, Guarulhos, que foi governada pelo PT pelos últimos 16 anos, passaria a ter as "portas abertas para o Governo do Estado".

Outro aliado de Alckmin se elegeu em Osasco: Rogério Lins (PTN) venceu o atual prefeito, o pedetista Jorge Lapas. Antes da eleição, nas redes sociais, a campanha de Lins afirmou que aliança deveria "reestabelecer" relação da cidade —governada pelo PT durante 12 anos, até a saída de Lapas do partido em março— com o governo do Estado. Ele afirma que Alckmin teria prometido aumentar investimentos no município.

Em Diadema, o prefeito Lauro Michels (PV), que foi reeleito com 57% dos votos, também havia recebido o apoio de Alckmin, seu padrinho político, na campanha. Eleito pela primeira vez em 2012, o ex-tucano rompeu um ciclo de 30 anos de hegemonia petista no município.

Quem se elegeu na Grande São Paulo

Arujá - O candidato José Luiz Monteiro (PMDB) foi eleito no 1º turno
Barueri - O ex-prefeito Rubens Furlan (PSDB) foi eleito no 1º turno
Biritiba Mirim - O candidato professor Jarbas (PV) foi eleito no 1º turno
Caieiras - O candidato Gersinho Romero (PSD) foi eleito no 1º turno
Cajamar - A prefeita Paula Ribas (PSB) foi reeleita no 1º turno
Carapicuíba - O candidato Marcos Neves (PV) foi eleito no 1º turno
Cotia - O candidato Rogerio Franco (PSD) foi eleito no 1º turno
Diadema - O prefeito Lauro Michels (PV) foi reeleito no 2º turno
Embu das Artes - O candidato Ney Santos (PRB) foi eleito no 1º turno
Embu-Guaçu - A candidata Maria Lucia (PSB) foi eleita no 1º turno
Ferraz de Vasconcelos - O candidato Zé Biruta (PRB) foi eleito no 1º turno
Francisco Morato - A candidata Renata Sene (PRB) foi eleito no 1º turno
Franco da Rocha - O prefeito Kiko Celeguim (PT) roi reeleito no 1º turno
Guararema - O candidato Adriano Toledo Leite (PR) foi eleito no 1º turno
Guarulhos - O ex-vereador Guti (PSB) foi eleito no 2º turno
Itapecerica da Serra - O candidato Jorge Costa (PTB) foi eleito no 1º turno
Itapevi - O candidato Igor Soares (PTN) foi eleito no 1º turno
Itaquaquecetuba - O prefeito Mamoru Nakashima (PSDB) foi reeleito no 1º turno
Jandira - O candidato Paulo Barufi (PTB) foi eleito no 1º turno
Juquitiba - O candidato Ayres Scorsatto (PR) foi eleito no 1º turno
Mairiporã - O tucano Aiacyda (PSDB) foi eleito no 1º turno
Mauá - O deputado estadual Atila Jacomussi (PSB) foi eleito no 2º turno
Mogi das Cruzes - O tucano Marcus Melo foi eleito no 1º turno
Osasco - O candidato Rogério Lins (PTN) foi eleito no 2º turno
Pirapora do Bom Jesus - O candidato Raul Bueno (PTB) foi eleito no 1º turno
Poá - O candidato Gian Lopes (PR) foi eleito no 1º turno
Ribeirão Pires - O ex-prefeito de Rio Grande da Serra Kiko Teixeira (PSB) foi eleito no 1º turno
Rio Grande da Serra - O prefeito Gabriel Maranhão (PSDB) foi reeleito no 1º turno
Salesópolis - O candidato Vanderlon Oliveira Gomes (PR) foi eleito no 1º turno
Santa Isabel - A candidata Fábia Porto (PRB) foi eleita no 1º turno
Santana de Parnaíba - O candidato Elvis Cezar (PSDB) foi eleito no 1º turno
Santo André - O tucano Paulo Serra foi eleito no 2º turno
São Bernardo do Campo - O deputado estadual Orlando Morando (PSDB) foi eleito no 2º turno
São Caetano do Sul - O tucano José Auricchio Jr. foi eleito no 1º turno
São Lourenço da Serra - O candidato Arizinho (SD) foi eleito no 1º turno
São Paulo - O tucano João Doria foi eleito no 1º turno
Suzano - O candidato Rodrigo Ashiuchi (PR) foi eleito no 2º turno
Taboão da Serra - O prefeito Fernando Fernandes (PSDB) foi reeleito no 1º turno
Vargem Grande Paulista - O candidato Josué Ramos (PR) foi eleito no 1º turno

Veja também:




 
 

Paula Reverbel, Renata Agostini, Angela Boldrini e Rodrigo Menegat
Folha de S. Paulo
Editado por Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

UOL Cliques / Criteo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...