quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Bolsonaro é absolvido no Conselho de Ética da Câmara


Imagem: Reprodução / Redes Sociais
O Conselho de Ética da Câmara decidiu nesta quarta-feira (9), por 11 votos a 1, arquivar a representação do Partido Verde que pedia a cassação do mandato de Jair Bolsonaro (PSC-RJ) pela homenagem feita em sessão plenária à memória do coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra, comandante do DOI-CODI entre 1970-1974, no auge da ditadura militar, período em que a tortura era reconhecidamente praticada contra os prisioneiros políticos. A menção elogiosa ao militar aconteceu durante a votação do impeachment de Dilma na Câmara, em abril.


O relatório do deputado Odorico Monteiro (PROS-CE) pedia a continuidade do processo contra Bolsonaro, mas foi derrotado, sob argumento de que ele apenas exerceu a liberdade de expressão. Votaram a favor de Bolsonaro os deputados André Fufuca (PP-MA), Laerte Bessa (PR-DF), Marcos Rogério (DEM-RO), Nelson Meurer (PP-PR), Capitão Augusto (PR-SP), Covati Filho (PP-RS), Ricardo Izar (PP-SP), Vinicius Carvalho (PRB-SP), João Carlos Bacelar (PR-BA), Júlio Delgado (PSB-MG) e Sandro Alex (PSD-PR). Contra, apenas o relator, Odorico Monteiro (PROS-CE).

Leia também: 
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

UOL Cliques / Criteo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...