sábado, 26 de novembro de 2016

Há 51 anos nos EUA, irmã de Fidel diz que não irá a seu funeral


Imagem: Alan Diaz / AP
Nos EUA desde 1965, Juanita Castro, irmã de Fidel Castro, disse que não irá a seu funeral, em Cuba. Uma das quatro irmãs do ex-líder, ela afirmou que a morte dele "trouxe feridas dolorosas para o presente". Aos 83 anos, ela nunca voltou para a ilha e disse que não tem planos para fazê-lo.


— Nunca mudei de posição, mesmo tendo que pagar um alto preço pela dor e pelo isolamento — disse ela no sábado, admitindo que sente dor por perder um irmão. — Não me regozijo com a morte de nenhum ser humano, muito menos posso fazê-lo com alguém com meu sangue e meus sobrenomes.

Leia também: 

Enquanto Juanita trabalhava com a Inteligência dos EUA, disse que Fidel se referiu a ela como um "verme contrarrevolucionário" depois de vender cabeças de gado da família. Em 2009, ela publicou um livro de memórias sobre a família e os irmãos.

Juanita apoiava os esforços de seus irmãos para derrubar o ditador Fulgencio Batista, mas a família se dividiu quando seus irmãos insistiram em dar a plantação de sua família ao Estado. Em 1964, ela acusou seus irmãos de transformar Cuba em "uma enorme prisão cercada de água".

Veja também: 





      

O Globo
Editado por Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

UOL Cliques / Criteo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...