quinta-feira, 24 de novembro de 2016

PF envia depoimento de ex-ministro da Cultura sobre caso Geddel ao STF


Imagem: Ueslei Marcelino / Reuters
A Polícia Federal informou nesta quinta (24) que enviou ao STF (Supremo Tribunal Federal) um depoimento feito pelo ex-ministro da Cultura Marcelo Calero sobre fatos relacionados ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), que geraram uma crise no governo Michel Temer.

"A documentação foi encaminhada ao Supremo Tribunal Federal, responsável por investigar o eventual cometimento de crimes por pessoas com prerrogativa de foro", diz a nota da Polícia.


Na semana passada, em entrevista à Folha, o ex-ministro acusou Geddel Vieira Lima (Governo) de ter usado o cargo para pressioná-lo a revogar parecer do Iphan que impede a construção de um empreendimento imobiliário em Salvador em área tombada.

Leia também: 

Geddel tem um apartamento no prédio. Ele admite ter conversado sobre o tema com Calero, mas nega pressão. Reportagem da Folha revelou que um sobrinho e um primo do ministro representam os interesses do projeto imobiliário em processo que tramita no Iphan.

O ex-ministro foi voluntariamente à Polícia Federal.

O fato de a PF ter enviado o depoimento para o STF não significa que haja uma investigação em andamento.

O caso ainda precisa ser distribuído para um ministro (o que não ocorreu até esta tarde). O ministro, então, envia para a PGR (Procuradoria-Geral da República) decidir se pedirá abertura de inquérito ou não.

Na manhã desta quinta (24), questionado sobre o caso, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, não quis adiantar quais providências vai tomar.

O caso também está na Comissão de Ética da Presidência, que viu indícios de conflito de interesse na atuação do articulador político de Michel Temer.

Veja também: 






Painel 
Folha de S. Paulo
Editado por Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

UOL Cliques / Criteo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...