segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

'Quando alguém apoia pública e fielmente o PT, vale a pena desconfiar', diz filha de professor preso em esquema de corrupção


Imagem: Reprodução / Facebook
A filha do professor Ricardo Burg Ceccim, preso, acusado de chefiar um esquema de corrupção na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, manifestou, através do Facebook, sua decepção com o pai. No texto, a moça reforça o peso da participação partidária na corrupção: "O meu pai é petista e assim como o PT, ambos vivem o mesmo lema, tentam passar uma imagem de pobre sofredor enquanto gozam de uma vida de regalias".

Leia abaixo o texto publicado pela filha de Ceccim: 
 
A relação mais complicada na minha vida, desde de muito tempo, é a minha com o meu pai e quem me conhece bem sabe do que estou falando. Não tá fácil de digerir a notícia que só vi hoje de tarde, meu pai preso! Foto do meu pai com a PF na frente da casa dele, foto dele dentro do carro da PF! Estou em choque! Quando alguém faz a gente sofrer e MUITO, não tem como esquecer, é muito difícil de perdoar, mas ainda assim é quase impossível sentir raiva, principalmente se antes do sofrimento houve amor. Eu estava há 3 anos sem falar com ele, sem ver ele,mas aí eu decidi voltar, estive em Porto Alegre em Outubro e agora vem a tona algo que eu já suspeitava. É errado roubar para benefício próprio, é errado viver uma vida de prazeres com o dinheiro dos outros, mas eu como filha sei que não foi sempre assim. O que sobra agora é a tristeza, meu pai, a pessoas mais inteligente e estudiosa que eu conheço, todo a formação acadêmica dele foi feita de forma regular, como a maioria ele perdeu noites em claro para concluir a tese do mestrado, uma determinação para ter uma carreira de muito sucesso! Com ele eu aprendi que sempre devemos ser o que de melhor podemos ser, nunca acreditar que pouco é suficiente, é sempre possível ir mais além, só que todo o além existem um limite, um limite chamado "respeito" e "humildade". A única coisa que posso afirmar hoje, agora, é: que bom que não fui para a Itália, que bom que não ganho mais mesada dele, que bom que hoje eu vejo o mundo com os meu olhos e com o que aprendi com ele. O mais importante nessa vida é saber reconhecer tudo o que acontece ao nosso redor, ver as pessoas e partidos políticos como realmente são e não como gostaríamos que fossem. O meu pai é petista e assim como o PT, ambos vivem o mesmo lema, tentam passar uma imagem de pobre sofredor enquanto gozam de uma vida de regalias. Por muitos anos eu acreditei fielmente que o PT era a chave para todos os problemas, com o Lula no poder tudo seria melhor, desde criança cantando: "Lula lá, brilha uma estrela...". Quando alguém apoia publica e fielmente o PT, pode ter certeza de que algum benefício está em jogo, uma bolsa ou algo parecido, vale a pena desconfiar. Infelizmente, existem pessoas que não podem ter um grande poder nas mãos, um grande status, elas não dão conta, assim como o Lula começou bem os primeiros 4 anos de mandato para depois levar tudo e todo o Brasil por água abaixo, com o meu pai foi o mesmo. Depois de atingir o maior grau acadêmico (pós-doutorado) e ter o maior salário dentro da área e colocação na universidade, o gosto da vitória pede mais, e mais, e mais, só que agora para se manter é preciso muito mais que um diploma. Eu ainda amo o meu pai, gostaria que ele tivesse tomado muitas escolhas diferentes, eu quero que ele consiga se ver, se reconhecer, reconhecer os outros como são e pelo o que são, aprender a ver a vida como ela é, para que então possamos ser felizes com um dia já fomos!!!

Leia também: 
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...