terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Paulo Henrique Amorim surta e tenta associar chacina em Campinas ao juiz Sergio Moro


Imagem: Reprodução / Redes Sociais
O blogueiro petista Paulo Henrique Amorim, em um vídeo enlouquecido, tenta demonstrar que o assassinato de 10 pessoas em Campinas é culpa da operação Lava Jato e da rede Globo. 

O crime aconteceu na noite de ano novo em Campinas, SP. Antes de assassinar a ex-mulher, o filho, outras dez pessoas e se matar, o técnico de laboratório Sidnei Ramis de Araujo, de 46 anos, escreveu uma carta para os amigos e a namorada, além de mensagens para o filho.


Leia também: 

Na carta, o atirador afirma que estava se vingando da ex-esposa porque ela dificultava seu relacionamento com o filho, escreve frases de ódio contra as mulheres, se diz injustiçado e fala de seus planos de assassinar a família.

Para o psiquiatra membro da Sociedade Brasileira de Psiquiatria e professor da Faculdade de Medicina da PUC de Campinas Geraldo José Ballone, o tipo de comportamento demonstrado por Araújo na carta e na prática do crime é comum em pacientes com transtorno de personalidade paranoide. Esse distúrbio é identificado em pessoas que têm reações patológicas diante de adversidade comuns a todas as pessoas.

Mas Paulo Henrique Amorim tem outra explicação. Sem qualquer conexão com a realidade, Amorim lê trechos da carta do suicida e atribui à operação Lava Jato e à rede Globo o ódio que o homem sentia pela ex-mulher. E conclui: “A Globo e a Lava Jato são os terroristas de Campinas”.

Paulo Henrique Amorim, que já foi condenado por injúria racial,  vê na carta o discurso de ódio que ele atribui a outros: "A Globo e a Lava Jato odeiam. A Globo e a Lava Jato odeiam o Brasil". 

Veja também: 





 

Luciana Camargo, com informações do G1
Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...