segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Alexandre de Moraes é indicado para o STF


Imagem: Reprodução
O presidente Michel Temer indicou oficialmente na tarde desta segunda-feira, 6, o atual ministro da Justiça Alexandre de Moraes para a vaga aberta no STF. A informação é do site jurídico Migalhas. 

A carreira de Alexandre de Moraes teve início no MP/SP, como promotor de Justiça. Em 1991, foi o primeiro colocado no concurso de ingresso à carreira do MP/SP, tendo sido promotor de Justiça de 1991 a 2002, onde exerceu entre outros cargos, entre eles promotor de Justiça da Cidadania e assessor do Procurador-Geral de Justiça.


Leia também: 
Jean Wyllys xinga quem criticou Lula e diz que, se morrer como Marisa Letícia, quer um velório como o dela
Delatores da Odebrecht foram questionados sobre envolvimento de integrantes do Judiciário na Lava Jato

Deixou o parquet em 2002 e foi nomeado, aos 33 anos, Secretário da Justiça e da Defesa da Cidadania de SP, no governo Alckmin, exercendo o cargo até maio de 2005, quando foi eleito para o CNJ. De agosto de 2004 a maio de 2005, também acumulou a presidência da antiga Fundação do Bem-Estar do Menor (Febem/SP), hoje Fundação CASA.

Em 2005 foi para a primeira composição do CNJ por indicação da Câmara. Após, voltou para SP para exercer o cargo de Secretário Municipal de Transportes de São Paulo.

Após sua saída da Secretaria de Transportes, em 2010, fundou o escritório Alexandre de Moraes Advogados Associados, banca voltada ao Direito Público, com destaque em casos envolvendo políticos e agentes públicos. Licenciou-se da advocacia após sua nomeação por Geraldo Alckmin para o cargo de Secretário de Estado da Segurança Pública de São Paulo, em 2014, o qual exerceu até 2016.

Convidado pelo então vice-presidente da República, Michel Temer, para compor seu governo em caso de afastamento da presidente Dilma Rousseff, Alexandre de Moares tornou-se Ministro da Justiça há menos de um ano, em maio de 2016.

Biografia

Nascido em São Paulo, em 1968, Alexandre de Moraes é formado pela Faculdade de Direito da USP (Turma de 1990), onde também obteve os títulos de Doutor em Direito do Estado (2000) e Livre-docente em Direito Constitucional (2001).

Foi professor associado da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, tendo sido Chefe do Departamento de Direito do Estado da FADUSP no biênio 2012/14, professor titular da Universidade Presbiteriana Mackenzie e das Escolas Superior do Ministério Público de São Paulo e Paulista da Magistratura; além de professor convidado de diversas escolas da magistratura.

Também foi Primeiro-Secretário da Associação Paulista do Ministério Público, eleito pela classe (1994/96).

Autor das seguintes obras jurídicas: Justiça Comentada e Pareceres de Direito Público, Direito Constitucional, Constituição do Brasil Interpretada e Legislação Constitucional, Direitos Humanos Fundamentais, Jurisdição Constitucional e Tribunais Constitucionais, Presidencialismo, Agências Reguladores, Legislação Penal Especial, Direito Constitucional Administrativo, Juizado Especial Criminal, Legislação Penal Especial.

Membro da Comissão Nacional de Estudos Constitucionais do Conselho Federal da OAB, do Conselho Editorial da Editora Atlas, do Instituto Pimenta Bueno – Associação Brasileira dos Constitucionalistas (Fadusp), do Instituto Brasileiro de Direito Constitucional (IBDC) e da Academia Brasileira de Direito Constitucional.

Prêmios

Ao longo de sua carreira, recebeu diversas homenagens, comendas, medalhas e colares, entre outras, Grau de Comendador da Ordem do Rio Branco concedido pelo Presidente da República e Ministério das Relações Exteriores; Mérito Judiciário do TST; Mérito Judiciário do STM; Mérito Judiciário do TJ/SP, do TRT da 2ª região e do Tribunais de Justiça Militares de São Paulo e Minas Gerais, Colar do Mérito do Tribunal de Contas do Município de São Paulo e a medalha Tobias de Aguiar , maior condecoração da Polícia Militar do Estado de São Paulo.

Em 13 de maio de 2004, recebeu o Colar do Mérito do Tribunal de Justiça de São Paulo, tornando-se, assim, aos 35 anos, o mais jovem jurista distinguido com essa homenagem e o primeiro Secretário de Estado a quem foi outorgada a comenda ainda no exercício da função.

Veja também: 

 


 

Migalhas
Editado por Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...