quarta-feira, 8 de março de 2017

Cabral é denunciado por mais uma enxurrada de crimes


Imagem: Vagner Rosário / Veja
O Ministério Público Federal apresentou nesta quarta (8) mais uma série de denúncias contra Sérgio Cabral. O documento enviado para a 7ª Vara Federal soma mais 25 crimes de evasão de divisas, 30 crimes de lavagem de dinheiro e 9 crimes de corrupção passiva. Os fatos apresentados são resultantes da Operação Eficiência e Hic et Ubique, desdobramentos da Lava-Jato. O ex-governador já acumula na Justiça 214 crimes de lavagem de dinheiro.


Segundo o MPF, após a celebração de acordos de colaboração premiada revelou-se que Cabral e sua organização criminosa ocultaram ao menos 318 milhões de reais no exterior. O MPF aponta, no entanto, que trata-se apenas de parte do montante desviado.

Leia também: 

O órgão conseguiu repatriar cerca de 270 milhões de reais, provenientes de empresas que estruturaram a engenharia financeira da roubalheira, incluindo Winchester Development SA, Prosperity Fund e Andrews Development SA. Os recursos foram depositados em conta judicial na Caixa Econômica.

O MPF diz ainda que Cabral, Wilson Carlos, Carlos Miranda e os colaboradores “promoveram a lavagem de ativos de quatro formas distintas: com a manutenção de depósitos em nome de terceiros; pagamento de joias, com a compra de ouro e diamantes e transferência bancária para parentes de Carlos Miranda”. Para enviar os recursos, contaram com o auxílio direto de Vinícius Claret e Claudio Souza.

Além de Cabral, foram denunciados novamente Carlos Miranda (25 crimes de evasão de divisas e 21 crimes de lavagem de dinheiro), Wilson Carlos (25 crimes de evasão de divisas e 18 de lavagem de dinheiro), Sérgio Castro de Oliveira  (8 crimes de evasão de divisas), Vinicius Claret (25 crimes de evasão de divisas, 9 de corrupção passiva, 9 de lavagem de dinheiro e crime de pertencimento à organização criminosa), Claudio de Souza (25 crimes de evasão de divisas, 9 de corrupção passiva, 9 de lavagem de dinheiro e crime de pertencimento à organização criminosa) e Timothy Scorah Lynn (9 crimes de corrupção ativa e 9 de lavagem de dinheiro).

Veja também: 




Ernesto Neves
Veja
Editado por Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...