terça-feira, 21 de março de 2017

Destituída por corrupção, ex-líder da Coreia do Sul pede desculpas


Imagem: Choi Jae-koo / AP
A ex-presidente da Coreia do Sul Park Geun-hye, que sofreu impeachment após um escândalo de corrupção, pediu desculpas nesta terça-feira (21).

"Peço desculpas ao povo. Eu me submeto honestamente a investigações", disse Park a repórteres ao chegar ao prédio da promotoria, que a intimou a prestar depoimento.


A declaração da ex-presidente não deixa claro se ela admite as acusações de corrupção. Até então, ela vinha negando ter cometido quaisquer irregularidades. É comum que políticos sul-coreanos, ao se verem envolvidos em escândalos, peçam desculpas por causar problemas, ainda que rejeitem ter envolvimento.

Leia também:
Operação Turing desmantela esquema de blogueiros que vazavam informações sigilosas
Blogueiro que vazou operação da PF é alvo de condução coercitiva

A destituição de Park, consumada no dia 9 após a Suprema Corte confirmar o processo de impeachment votado no Parlamento, retirou a imunidade da mandatária, abrindo caminho para que ela seja investigada criminalmente.

Park sofreu impeachment sob a acusação de subornar conglomerados como Samsung, Hyundai e LG, a doarem a fundações de sua melhor amiga, Choi Soon-sil, em troca de favores.

Ela é a primeira presidente a ser deposta em um impeachment desde a divisão da Península Coreana, em 1948. O único a passar por processo similar foi Roh Moo-hyun, absolvido pela Justiça em 2004.

O processo de impeachment levou a uma onda de protestos contra Park e a favor dela e provocou o adiantamento das eleições para 9 de maio.

Veja também: 

 




Folha de S. Paulo
Editado por Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...