quinta-feira, 16 de março de 2017

Economista ataca discurso de políticos: 'Roubar para destruir a democracia e subverter o sistema é muito pior que para enriquecer'


Imagem: Montagem / Folha Política
Em meio à expectativa pelos efeitos da "nova lista da Janot", vários políticos vêm defendendo a ideia de que roubar para o partido seria menos grave do que roubar para si. O economista Adolfo Sachsida chama a atenção para o absurdo do argumento: "Quando um bandido te rouba para angariar apoio político você também perdeu seu dinheiro, mas agora corre o risco de perder também a democracia".


Leia abaixo o texto completo: 

Começo esse artigo com uma pergunta bem simples: o que é pior um ladrão que rouba seu dinheiro para enriquecer ou um ladrão que rouba seu dinheiro para destruir a democracia?
Note que em ambos os casos você foi roubado. É fundamental não se esquecer disso. Contudo, no primeiro caso o ladrão usou seu dinheiro para satisfazer a si mesmo e a sua família. Já no segundo caso o ladrão usou seu dinheiro para comprar apoio político e, por meio desse roubo, se perpetuar no poder.
Leia também: 
'Jair Bolsonaro, claro, não está na lista de Janot. Mas, no imaginário da imprensa, representa um risco maior para o Brasil que os que estão', alfineta jornalista

Por algum motivo absurdo vários políticos tem defendido que roubar para ficar rico é pior do que roubar para destruir a ordem democrática. Óbvio que qualquer pessoa de bom senso sabe que o correto é o contrário: roubar para destruir a democracia é muito pior do que roubar para enriquecer.
Quando um bandido te rouba para enriquecer você perdeu seu dinheiro. Quando um bandido te rouba para angariar apoio político você também perdeu seu dinheiro, mas agora corre o risco de perder também a democracia. Ora quando um bandido rouba seu dinheiro para angariar apoio político esse bandido está subvertendo a ordem democrática, está tentando obter um apoio político por meios ilegais, de maneira ilícita tenta chegar ou permanecer no poder. Resta evidente que quem assim o procede atenta contra a ordem democrática (além de roubar seu dinheiro do mesmo jeito).
Quando políticos tentam nos convencer que roubar para ajudar o partido (caixa 2 de campanha) não é tão ruim quanto roubar para enriquecimento pessoal, eles parecem acreditar que roubar para ajudar o partido a subverter a ordem democrática é um crime pequeno e inofensivo. Errado! Roubar é sempre errado, mas o ladrão que rouba para perverter a democracia é certamente muito pior do que o ladrão que apenas se enriquece com o roubo.
Vi alguns políticos dizendo que devemos separar o joio do trigo. Para eles roubar em detrimento da democracia é menos grave do que roubar para enriquecimento pessoal. Muito triste ver líderes políticos de expressão nacional defenderem esse atentado contra nossa ordem democrática.
Fica aqui o recado: pior do que ser ladrão é ser ladrão e golpista!
Para finalizar, preciso dizer que meu querido amigo Roberto Ellery escreveu algo parecido em seu Facebook. Certamente outros já alertaram sobre isso também, então não estou dizendo nenhuma novidade. Mas achei importante deixar o registro.

Veja também: 




Luciana Camargo
Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...