sexta-feira, 3 de março de 2017

Henrique Alves diz que não tinha conhecimento de US$ 833 mil em sua conta na Suíça


Imagem: Dida Sampaio / Estadão
O ex-deputado (PMDB/RN) e ex-ministro Henrique Eduardo Alves (Turismo/governo Temer), alvo da Operação Lava Jato, admitiu à Justiça Federal em Brasília que abriu uma conta bancária na Suíça, mas afirmou que não tinha conhecimento da movimentação de US$ 832,9 mil (ou R$ 2,3 milhões). A defesa de Alves alegou que ele usou um escritório de advocacia no Uruguai para abrir a conta bancária em 2008. Disse, ainda, que a conta foi ‘movimentada por terceiros, sem seu conhecimento’, informou a Globo News nesta quinta-feira, 2.

Acusado pela Procuradoria da República por corrupção e lavagem de dinheiro, o ex-ministro é suspeito de ter recebido propinas da empreiteira Carioca Engenharia nas obras do porto Maravilha, no Rio.

Leia também: 

Ele pediu demissão do cargo de ministro em junho de 2016, quando seu nome foi citado pelo ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado como recebedor de uma propina de R$ 1,5 milhão.

Segundo a Globo News, os advogados do ex-ministro comunicaram a Justiça que Henrique Alves abriu a conta na Suíça, mas que os US$ 832,9 mil foram movimentados ‘por terceiros, sem seu conhecimento’.

Os advogados do ex-ministro alegaram ‘uso indevido da conta’.

Os depósitos foram realizados em três datas, segundo a Operação Lava Jato, entre outubro e dezembro de 2011.

COM A PALAVRA, A DEFESA DE HENRIQUE EDUARDO ALVES:

A reportagem do jornal O Estado de S. Paulo tentou contato com o advogado Leonardo Leal, defensor do ex-ministro, mas o escritório informou que ele está em viagem no exterior. 

Veja também: 




O Estado de S. Paulo
Editado por Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...