quarta-feira, 15 de março de 2017

'No depoimento, Lula mostrou que é um covarde, como percebi desde que o conheci em 1975', afirma jornalista


Imagem: Montagem / Folha Política
O jornalista José Nêumanne Pinto, da rádio Estadão, ressaltou a covardia demonstrada por Lula em seu depoimento à Justiça Federal, em ação em que é réu por obstrução à Justiça: "Ao confessar no depoimento que prestou ao juiz como réu que tem medo de ser preso em casa, Lula revelou um traço de caráter que nele percebo desde que o conheci, em 1975, apesar de ele ter negado, em entrevista a Mino Carta e Luiz Gonzaga Belluzzo, me conhecer. Sua principal característica sempre foi a covardia e foi ela que o tornou informante do delegado Romeu Tuma à época da ditadura militar. Não sou eu quem o digo. A informação, dada por Romeu Tuma Jr no livro Assassinatos de Reputações, tinha o requinte de citar seu codinome Barba. A pusilanimidade cabe como uma luva na fantasia da narrativa da perseguição com que a esquerda espera voltar ao poder para seguir saqueando a República".

Leia também: 
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...