quarta-feira, 1 de março de 2017

Odebrecht pagou R$ 120 milhões em caixa 2 para a campanha de Dilma, com o conhecimento dela, afirmam jornalistas


Imagem: Gabriel de Paiva / Agência O Globo
Os jornalistas do site O Antagonista afirmam ter tido acesso ao conteúdo do depoimento de Marcelo Odebrecht, hoje, ao ministro Herman Benjamin, relator do processo de cassação da chapa Dilma-Temer no TSE. 

Segundo os jornalistas, Marcelo Odebrecht "revelou que quatro quintos do total doado à campanha de Dilma Rousseff em 2014 foram no caixa dois. No total, a Odebrecht deu 150 milhões de reais ao PT". Desse dinheiro, "Cinquenta milhões de reais foram em pagamento à edição da medida provisória 470, em 2009, que beneficiava a empreiteira. Ou seja, propina para o governo Lula".


Leia também: 

O site afirma ainda que "Marcelo Odebrecht contou que Dilma Rousseff sabia de todo o esquema de financiamento ilícito de campanha que a empreiteira armou com o PT. Ele disse que foi Dilma quem definiu o sucessor de Antonio Palocci como interlocutor do governo com Marcelo Odebrecht. O sucessor, como já sabíamos, foi Guido Mantega. Com a saída de Palocci, Marcelo Odebrecht encerrou a conta Italiano e abriu a Pós-Italiano".

Ainda segundo o site, "Marcelo Odebrecht também disse a Herman Benjamin que tratava diretamente com João Santana do dinheiro de campanha do PT, em 2014". João Santana já admitiu ter recebido pagamentos no exterior. 

Segundo os jornalistas, o depoimento de Marcelo Odebrecht acaba com Dilma e Mantega, mas também "envolve diretamente outros integrantes da ORCRIM: Lula, Antonio Palocci e Gilberto Carvalho".

Veja também: 




Luciana Camargo
Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...