sábado, 25 de março de 2017

PT desiste de lançar Lula a presidente em maio por receio de multas


Comício de Lula na Paraíba
Imagem: Reprodução / Redes Sociais
Com receio de sofrer punições da Justiça Eleitoral, o PT desistiu de lançar a candidatura de Lula à Presidência da República em 2018 no mês que vem. Petistas defendiam que Lula deveria sentar para depor diante do juiz Sérgio Moro no próximo dia 3 de maio, no processo sobre o tríplex do Guarujá na Lava-Jato, já na condição de pré-candidato. O lançamento deve acontecer entre o fim do ano e o início de 2018. O presidente do PT, Rui Falcão, disse que a oficialização da candidatura de Lula ficará para um "momento mais oportuno".

"Achei que é desnecessário fazer qualquer tipo de lançamento", afirmou Falcão, nesta sexta-feira.

Leia também: 

De acordo com o presidente do PT, o partido pretende buscar apoio à candidatura de outras forças políticas, o que o lançamento antecipado da candidatura poderia inibir. Mas o principal receio é que Lula sofra com multas.

"Dentro da perseguição sistemática que ele é vítima, nós não queremos dar pretexto a nenhum tipo de acusação forjada de que ele está se antecipando à campanha eleitoral e a partir daí sofrer multas" - disse o presidente do PT.

Na avaliação de aliados, a candidatura serviria para inibir o magistrado e ajudaria a mobilizar militantes em um ato na frente do prédio da Justiça Federal. A condição de candidato também reforçaria a estratégia de que Lula é alvo de uma perseguição política porque pretende voltar ao poder.

Durante o seminário desta sexta-feira promovido pelo PT em São Paulo contra a Lava-Jato, Lula disse que está sendo acusado de antecipar a campanha de 2018.

"Agora vai começar um outro processo contra mim porque dizem que estou num processo de antecipação de campanha e tenho que ter a candidatura vetada".

Lula está sendo investigado por ter feito campanha ao participar de uma inauguração simbólica da transposição do rio São Francisco, no último domingo na Paraíba, e ao discursar em ato contra a reforma da Previdência, na Avenida Paulista, no dia 15 de março.

Veja também: 

 




O Globo
Editado por Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...