quarta-feira, 22 de março de 2017

'Se soltassem a esposa de Cabral pelo motivo exposto, teriam que soltar grande parte da população carcerária feminina', afirma Janaína Paschoal


Imagem: Montagem / Folha Política
A jurista Janaína Paschoal louvou a decisão de manter presa a mulher do ex-governador do Rio Sérgio Cabral. O juiz Marcelo Bretas tinha concedido a ela prisão domiciliar para que pudesse ficar com os filhos, mas a decisão foi revertida pelo tribunal. 

Janaína Paschoal ressalta a equidade da decisão, pois há muitas mulheres presas que têm filhos e não recebem tratamento especial. Ao contrário, os filhos dessas mulheres muitas vezes ficam abandonados. Segundo Janaína, "em muitos casos, a mãe é presa, ao levar droga para o pai, na prisão. As crianças ficam em casa, a mãe vai visitar o pai no presídio e não volta. Nem uma assistente social vai a casa dessas crianças, avisar que também a mãe foi encarcerada. Esse é o Brasil real!". E completa: "se soltassem a esposa de Cabral pelo motivo aventado, teriam que soltar grande parte da população carcerária feminina".


Leia também:
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...