sexta-feira, 14 de abril de 2017

Jornalista americano pede o fim do foro privilegiado - 'uma relíquia antiquada que alimenta a corrupção'


Imagem: Reprodução / Redes Sociais
O jornalista Brian Winter, editor-chefe da revista Americas Quarterly, defende que a única solução para a crise política no Brasil é a "transparência radical". Segundo Winter, uma opção radical por transparência na coisa pública deverá começar pelo topo e exigirá reformas profundas. 




Entre as reformas políticas que o jornalista sugere, está o fim do foro privilegiado:

O foro privilegiado foi criado para proteger agentes públicos de julgamentos políticos nas instâncias inferiores. Mas, como o STF lida com mais de 100.000 casos por anos, os julgamentos de políticos se arrastam por muitos anos - quando ocorrem. O resultado é, quase sempre, a impunidade para cerca de 22.000 pessoas que gozam do privilégio - o que explica por que há muito mais executivos de empreiteiras presos na Lava Jato do que políticos. Para acabar com o foro privilegiado, o Congresso terá que modificar a Constituição. Mas o fim do foro privilegiado aumentaria dramaticamente as chances de mandar para a cadeia os políticos corruptos, sem os absurdos atrasos. 
Leia também:

Veja também: 

 



Luciana Camargo
Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...