terça-feira, 4 de abril de 2017

Juliana Paes defende o direito de ser mulher e irrita feministas


Imagem: Reprodução
Em entrevista à Veja, a atriz fluminense Juliana Paes deixou algumas feministas muito desapontadas.

Ela disse: “Existe uma linha do feminismo com a qual eu não concordo muito. Acho errado esse desejo de igualdade com os homens a todo custo. Somos tão competentes e valiosas quanto eles, mas não iguais. A mulher precisa de mais tempo para se recuperar de uma gravidez, e há outras questões que permeiam nosso universo. A sensibilidade, o lúdico, o caminho da ponderação, o afeto nas relações de trabalho — tudo que faz parte do universo feminino e matriarcal deve ser respeitado”, declara.


Leia também: 

Ela ainda disse que a mulher pode encarar papéis de chefia em lugares masculinos, mas que se deve “valorizar mais sua sensibilidade para lidar com tanta testosterona”. Segundo Juliana, o afeto feminino pode ser um “antídoto para lidar com a frieza do mundo do business”.

Ela conclui dizendo que as feministas se equivocam ao não respeitar essas características das mulheres. “Não quero queimar sutiãs. Gosto de sutiãs! Não quero quebrar saltos de sapato em busca de liberdade. Gosto de me enfeitar, e nós, mulheres, não fazemos isso para o macho. Fazemos porque dá prazer cuidar de si e cuidar do outro. Sou uma feminista de saia, sutiã, salto alto e batom vermelho.”

Por dizer que quer apenas o direito de ser mulher, sem sofrer patrulhamento, Juliana Paes muito provavelmente será vítima do ódio de alguns grupos feministas.

Veja também: 


 



Ceticismo Político
Editado por Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...