terça-feira, 4 de abril de 2017

Lula diz que eleições diretas seriam melhor em caso de cassação


Imagem: Edilson Dantas / O Globo
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta terça-feira concordar com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, de que uma eleição indireta é “mais confusão” para o Brasil. Em entrevista a uma rádio de Pernambuco, transmitida na página de Lula em rede social, o ex-presidente, falando hipoteticamente sobre uma eventual cassação da chapa Dilma-Temer, disse acreditar que “se fosse convocada eleição direta o mais rapidamente possível, seria o tanto quanto melhor para o Brasil”.


— Concordo, se for para antecipar eleição eu concordo — disse Lula, quando indagado sobre declarações de Fernando Henrique Cardoso na véspera de que “se Congresso vai eleger uma pessoa, que eu não sei quem é, para ser presidente por um ano no momento da eleição? É mais confusão”.

Leia também:

Lula se disse convencido, no entanto, da inocência de Dilma Rousseff.

— Mas vamos aguardar o julgamento (...). Até porque a Justiça Eleitoral, que vai julgar, já aprovou as as contas da Dillma e do Temer.

Na opinião do ex-presidente, o PSDB (autor da ação no TSE) “tentou fazer um carnaval após perder a eleição”.

— Mas eu acho que não tem procedimento essa queixa do PSDB, mas devemos esperar o resultado — declarou Lula, afirmando não ter ponto de vista formado sobre a questão por não conhecer os autos do processo. — Portanto espero que os ministros que vão julgar isso tomem a decisão melhor interessante para se fazer justiça no Brasil.

Sobre a realização de eventuais eleições diretas, Lula disse que é preciso esperar, mas que tem gente com “muito menos possibilidade” do que ele que já é candidato.

— Eu estou na expectativa, eu ando muito preocupado com o Brasil — declarou Lula, afirmando que o governo atual não “sabe o que fazer” com o Brasil, que, segundo Lula, está numa situação pior do que antes do impeachment.

EFEITO DORIA

Indagado sobre se uma eventual candidatura do prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), o assusta, Lula disse que acha “desagradável falar sobre uma pessoa que sequer é conhecida no Brasil; uma pessoa que sequer está fazendo seu dever como prefeito da cidade de São Paulo”.

— Há tempos ele vem me provocando na tentativa de que eu aceite o debate para ele poder se projetar nacionalmente. Ele que faça campanha com o partido dele, que vá pro PMDB. Eu tenho outtras preocupações (...) Acho que o Brasil precisa voltar a crescer.

Lula diz que é preciso aguardar sobre uma eventual candidatura sua à Presidência, mas especulou, durante a entrevista, sobre uma possível volta sua à Presidência. Disse não saber se teria força no Congresso para reverter questões como a terceirização e a reforma da previdência.

— Eu tenho experiência de vida, não estou teorizando, Esse país só tem jeito nesse instante (....) se colocarmos o pobre de volta ao orçamento da União (...). Eu tenho consciência do que é preciso fazer nesse país para a gente voltar a crescer.

Veja também: 


 



O Globo
Editado por Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...