terça-feira, 11 de abril de 2017

'Não é um protesto, o muro é meu', diz morador que teve muro vandalizado logo após pintá-lo


Imagem: Chello / Frame Photo
O aposentado João Batista da Silva, 70, resolveu pintar o muro de sua casa de cinza, mas tornou-se alvo da ira de militantes, porque o muro é considerado parte de uma galeria de grafite a céu aberto. Questionado sobre sua decisão de pintar o próprio muro, o aposentado respondeu: "Não é um protesto, o muro é meu e faço o que eu quiser. O pessoal está abusando muito. Não respeita a gente".


Silva pintou o muro ontem à tarde e já o encontrou completamente vandalizado nesta manhã. Ele relatou que decidiu pintar o muro após ser desrespeitado por um grafiteiro, que disse que ele tinha que "agradecer" por pintarem seu muro. Silva relatou ainda que os grafiteiros não consultam os proprietários das casas para fazer as pinturas: "Ninguém respeita ninguém. É muito barulho durante todo o dia, inclusive à noite. Às vezes, eu levanto quatro vezes durante a noite devido ao barulho deles".

Leia também: 
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...