domingo, 16 de abril de 2017

Polícia Federal indicia mais de 60 pessoas na operação Carne Fraca


Imagem:  Reprodução / Redes Sociais
A Polícia Federal indiciou, no fim da noite deste sábado (15), 63 pessoas no âmbito da Operação Carne Fraca, deflagrada no dia 17 de março.

Elas vão responder aos crimes de advocacia administrativa, concussão, corrupção passiva, crime contra a ordem econômica, emprego de processo proibido ou de substância não permitida, falsidade de atestado médico, falsidade, corrupção, adulteração de substância ou produtos alimentícios, organização criminosa, peculato, prevaricação, uso de documento falso e violação de sigilo funcional. 


O indiciamento foi assinado pelo delegado da PF Maurício Moscardi Grillo. O juiz federal Marcos Josegrei da Silva, da 14ª Vara Federal de Curitiba, já intimou o Ministério Público Federal (MPF) para se manifestar em cinco dias.

A Operação Carne Fraca apura o envolvimento de fiscais do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa) em um esquema de liberação de licenças e fiscalização irregular de frigoríficos.

No indiciamento, a PF explicou que em virtude de todos os fatos criminosos narrados ao longo da operação, foi deferida a interceptação telefônica de diversos investigados, além da quebra de sigilo bancário e fiscal.

Leia também: 

A partir de então, conforme a PF, o que se verificou foi a existência de organizações criminosas estruturadas no âmbito da Superintendência Federal de Agricultura do Paraná, envolvendo sua mais alta cúpula, além de crimes envolvendo outras unidades da Federação e o próprio Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

"Os crimes cometidos por tais organizações atingem diretamente a saúde pública pela omissão daqueles que deveriam fiscalizar e pelos interesses escusos de empresários comercializam produtos alimentícios em desacordo com as normas, colocando em risco à saúde dos consumidores, buscando apenas aumentar seus lucros", disse o delegado Maurício.

O delegado da PF destacou ainda que para deixar de cumprir com seus deveres funcionais de fiscalização, "agentes públicos solicitam e recebem desde dinheiro até “ovos” e “botas de borracha” de empresários corruptores que se beneficiam do sistema para o não cumprimento de leis e regulamentos que visam a garantir a qualidade do produto de consumo comercializado para população".

A Polícia Federal também declarou no indiciamento que foi possível verificar, ainda, que muitos desses agentes públicos corruptos se valiam de seus familiares para lavar o dinheiro recebido dos empresários corruptores, possuindo patrimônio totalmente incompatível com suas rendas.

Veja os indiciados:
Alessandra Klass Guimarães Martins
Alice Mitico Nojiri Gonçalves
Andre Luis Baldissera
Antonio Garcez da Luz
Arlindo Alvares Padilha Junior
Brandízio Dario Junior
Carlos Cesar
Celso Dittert de Camargo
Charlen Henrique Saconatto
Daniel Gonçalves Filho
Daniel Ricardo dos Santos
Dinis Lourenço da Silva
Edson Luiz Assunção
Eduardo Vilela Magalhães
Fábio Zanon Simão
Fabiula de Oliveira Ameida
Flavio Evers Cassou
Francisco Carlos de Assis
Frederico Augusto de Azevedo Lima
Gercio Luis Bonesi
Gil Bueno de Magalhães
Heuler Iuri Martins
Idair Antonio Piccin
Ines Lemes Pompeu da Silva
José Antonio Diana Mapelli
José Eduardo Nogalli Giannetti
José Nilson Sacchelli Ribeiro
Josenei Manoel Pinto
Juarez José de Santana
Julio Cesar Carneiro
Kelli Regina Marcos
Laercio José Brunetto
Lauro João Lobo Alcantara
Lucimara Honorio Carvalho
Luiz Alberto Patzer
Luiz Carlos Zanon Junior
Mara Rubia Mayorka
Marcelo Zanon Simão
Marcos Cesar Artacho
Maria do Rocio Nascimento
Nair Klein Piccin
Nazareth Aguiar Magalhães
Nilson Alves Ribeiro
Nilson Umberto Sacchelli Ribeiro
Normélio Peccin Filho
Paulo Rogério Sposito
Rafael Nojiri Gonçalves
Renato Menon
Roberto Borba Coelho Junior
Roberto Brasiliano da Silva
Roberto Mülbert
Ronaldo Sousa Troncha
Roney Nogueira dos Santos
Sebastião Machado Ferreira
Sérgio Antonio de Bassi Pianaro
Sidiomar de Campos
Silvia Maria Muffo
Sonia Mara Nascimento
Sylvio Ricardo D'almas
Tarcisio Almeida de Freitas
Valdecir Belacon
Vicente Claudio Damião Lara
Welman Paixão Silva Oliveira

Veja também: 

 



José Vianna
G1
Editado por Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...