sábado, 8 de abril de 2017

Sheherazade ataca movimento 'Mexeu com uma, mexeu com todas' mostrando que não a defenderam quando professor pediu seu estupro


Imagem: Montagem / Folha Política
A jornalista Rachel Sheherazade atacou o movimento "Mexeu com uma, mexeu com todas", lembrando que não houve qualquer defesa dela quando foi ameaçada publicamente de estupro pelo filósofo Paulo Ghiraldelli. Sheherazade agradeceu o apoio de seus seguidores, que lembraram o ocorrido ao verem a campanha e mostraram que "todas" não inclui mulheres que defendam uma ideologia fora da "cartilha" das militantes de esquerda. 


Leia também:

A jornalista endossou a opinião do humorista Rey Biannchi, que questionou: "A Rachel Sheherazade sofreu ameaça e não vi você, Fábio Porchat, e ninguém da Record ou da Globo falarem nada!". 

Ela também agradeceu a lembrança de Luciano Braz, que disse: "Mulheres que não se submetem ao feminismo histérico não são dignas de revolta. Se for uma Rachel Sheherazade, pode ameaçar, pode assediar". Braz chamou as atrizes da campanha de "bando de hipócritas que não se manifestaram em todas as vezes que a Rachel Sheherazade foi assediada, ameaçada de estupro e até de morte!".

Sheherazade endossou também a pergunta de Arthur Vilas, no Twitter, que perguntou: "Onde estavam as feminazis, q hj querem trucidar o José Mayer, quando esse filósofo da UFRRJ defendeu que a Rachel Sheherazade fosse estuprada?", o comentário de Tomahawk, que disse "Tô aqui ainda aguardando a indignação do 'Mexeu com Uma, Mexeu com Todas' a favor da Rachel Sheherazade", e a pergunta de Alberto: ""Mexeu com uma mexeu com [quase] todas", mas desde que seja da mesma 'ideologia' delas, porque se não for... né Rachel Sheherazade?".

O humorista Danilo Gentili também lembrou o episódio à repórter: "Lindo q mulheres se unam contra esse tipo de escrotidão do Mayer. Mas onde tava a união qdo um professor mandou estuprar a Rachel Sheherazade?".

Rachel Sheherazade endossou ainda os comentários de outros usuários: Gesiele Fernandes perguntou: "Bom ato de união de defesa da mulher contra o assédio de Mayer, mas onde estava a união quando um professor mandou estuprar a Rachel Sheherazade?". João M. Araújo também questionou: "Onde estavam, estas belezas de MULHERES, Quando um PROFESSOR mandou ESTUPRAR  Rachel Sheherazade, que não houve comoção nas FEMINISTAS da GLOBO?". E MiihMorais esclareceu: "O discurso "mulheres unidas" se transforma em "merece ser estuprada" quando se pensa diferente delas!". Dryko disse: "Infelizmente, as GLOB(O)AIS se uniram em prol de uma causa interna e não de todas as mulheres....".

Veja mais alguns comentários endossados por Sheherazade: 

- são hipócritas. So defendem quem faz parte da patotinha de esquerda. As outras mulheres estão fora da defesa delas.
- Por que a Sabatella mortadela nao falou antes??Cadé as feministas??
- O que aconteceu foram colegas de trabalho se mobilizando em defesa da vítima. Cadê os colegas da Rachel???
- Um simples professor esquerdopata não iria dar todo ibope e repercussão do José Mayer.
- Já é rotina: "Do lado certo" pode-se tudo, até estuprar...
- Detalhe : Só é mulher se for feminista ou simpatizante da causa.
- Como eles ficarão contra se o professor e dá turma delas????
- Para esse movimento medíocre a relevância não está essencialmente na mulher, mas na ideologia que ela defende.
-  A união é seletiva?

Veja também: 

 

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...