domingo, 21 de maio de 2017

Escritório do ministro Sepúlveda Pertence deixa defesa de Joesley Batista


Imagem: Reprodução
O escritório do ministro Sepúlveda Pertence, aposentado do Supremo Tribunal Federal e hoje advogado, deixou a defesa de Joesley Batista, dono da JBS e do Grupo J&F. Ele representava o empresário em diversos processos criminais, especialmente relacionados à operação Greenfield, que investiga fraudes em contratos com fundos de pensão de funcionários de estatais.


Segundo Evandro Pertence, sócio do escritório, houve “inquestionável quebra da confiança indispensável entre cliente e advogado”. “Fomos surpreendidos com absolutamente tudo o que a imprensa divulgou esta semana sobre as atividades subterrâneas de Joesley e cia., das quais nunca nos fora dada qualquer notícia”, disse, neste domingo (21/5).

Leia também: 

A desistência foi protocolada na Justiça Federal na quinta-feira (18/5), um dia depois de o jornal O Globo ter divulgado trechos da delação premiada de Joesley.

Além da Greenfield, o escritório do ministro Pertence também acompanhava inquéritos relacionados às operações Sépsis e Cui Bono. Ambas são desdobramentos da operação Lava Jato. A primeira investiga fraudes ligadas ao Fundo de Loterias, da Caixa Econômica Federal. A última, fraudes em contratos de empréstimo com a Caixa.

Veja também: 





Conjur
Editado por Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...