segunda-feira, 15 de maio de 2017

Ministros do STF estariam dispostos a mudar as decisões do Tribunal para manter Lula livre, diz jornalista


Imagem: Reprodução / Redes Sociais
A jornalista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo, prevê que o STF poderá mudar seu entendimento em relação às prisões após condenação em segunda instância, para que Lula não seja preso. Embora a decisão do Supremo tenha repercussão geral, o que significa que deve ser seguida por todas as outras instâncias, a jornalista afirma que sua aplicação não é obrigatória. 



Embora Lula ainda não tenha sequer sido condenado em primeira instância, a jornalista acredita que o STF impedirá sua prisão mesmo que seja condenado e que a condenação seja confirmada por um tribunal: "Diante da comoção que uma prisão de Lula poderia causar, ainda mais às vésperas ou mesmo em ano eleitoral, o STF, na opinião de alguns de seus integrantes, optaria por garantir que ele espere em liberdade até que eventual sentença condenatória seja confirmada pelos tribunais superiores de Brasília, em última instância".

Mônica Bergamo lembra casos em que ministros do STF contrariaram o entendimento da Corte e afirma que "pelo menos cinco ministros tenderiam a adotar essa conduta: Marco Aurélio de Mello, Celso de Mello, Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes e Dias Toffoli".

Leia também: 
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...