terça-feira, 16 de maio de 2017

'Muitos estão atacando a Lavajato sob o pretexto de defender a lei. Desculpem, não sei quem estão protegendo, mas não é a lei', alfineta Janaína Paschoal


Imagem: Montagem / Folha Política
A jurista Janaína Paschoal comentou as revelações da delação da marqueteira Mônica Moura. Janaína chamou a atenção para a estrutura de crime organizado: "Percebem o tamanho da rede e a sofisticação da organização?" e criticou os que atacam a Lava Jato: "Muitos estão atacando a Lavajato, sob o pretexto de defender a lei. Desculpem, não sei quem estão protegendo, mas não é a lei".


Leia abaixo as reflexões de Janaína Paschoal: 

Mônica falou sobre Gleisi, Paulo Bernardo e Lindbergh. Sempre eles! 
Paulo Bernardo e Gleisi foram a Salvador, pedir que Santana fizesse a campanha dela. PB era ministro do planejamento!
Gleisi falava claramente sobre os pagamentos por fora, mas gostava de consultar PB. Um tal Guilherme também acompanhava tudo.
Faltou dinheiro e Gleisi e PB mandaram os marqueteiros cobrarem Palloci.
Percebem o tamanho da rede e a sofisticação da organização? Os principais nomes ocupavam (alguns ocupam) os mais altos cargos da nação!
Quando Paulo Bernardo foi preso, eu estava no Senado. Gleisi fez um discurso sentido e o Ministro Toffoli pulou duas instâncias para soltar.
PB foi preso por desviar a aposentadoria de funcionários públicos. Agora, seu nome aparece em outras cenas. Sua prisão era tortura?
Muitos estão atacando a Lavajato, sob o pretexto de defender a lei. Desculpem, não sei quem estão protegendo, mas não é a lei.

Leia também:
Lewandowski decide absolver homem que comprovadamente furtou celular por ser um valor 'insignificante': 'É inexpressivo'
TSE autoriza PTN a mudar nome para 'Podemos'
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...