quarta-feira, 10 de maio de 2017

Mulher de Sérgio Cabral presta depoimento em processo da operação Calicute


Imagem: Marco Antônio Martins/G1
A advogada Adriana Ancelmo, mulher do ex-governador Sérgio Cabral, chegou por volta das 14h05 desta quarta-feira (10) à Justiça Federal, no Centro do Rio, para prestar depoimento no processo a que responde por suspeita de integrar a quadrilha liderada pelo marido, de acordo com o Ministério Público Federal.


Logo no início da audiência, o juiz Marcelo Bretas anunciou que homologou acordo de delação do presidente da Rica Alimentos, Luiz Igayara. Ele foi interrogado antes de Adriana Ancelmo e afirmou que que Sergio Cabral pediu para ele "legalizar" R$ 50 mil que seriam "sobras de campanha" em 2007.

Adriana Ancelmo é acusada de corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa pela força-tarefa da Lava Jato no Rio. O ex-governador é acusado de liderar um grupo que desviou R$ 224 milhões em obras como a reforma do Maracanã e a construção Arco Metropolitano, entre outras.

Leia também: 

Adriana Ancelmo é acusada pelo MPF de receber propina em seu escritório de advocacia e realizar pagamentos a integrantes do grupo. Ela também, de acordo com investigadores, lavaria parte do dinheiro comprando joias.

A ex-primeira-dama foi presa em dezembro e cumpre prisão domiciliar em seu apartamento no Leblon, na Zona Sul do Rio. Ela teve a prisão domiciliar revogada, mas aguarda o julgamento de um recurso em casa. Há cerca de dez dias, ela prestou depoimento com Cabral ao juiz Sergio Moro em Curitiba.

Veja também: 





Marco Antônio Martins
G1 
Editado por Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...