sábado, 13 de maio de 2017

Número no email falso criado por Dilma é a data da morte do soldado Mário Kozel Filho, lembra colunista


Imagem: Reprodução / Redes Sociais
A delação dos marqueteiros João Santana e Mônica Moura trouxe provas de que a ex-presidente Lula avisou o casal antecipadamente sobre sua prisão, em flagrante obstrução de Justiça. A delatora Mônica Moura apresentou uma imagem do email falso criado por Dilma para que pudessem se comunicar, escrevendo rascunhos de mensagens que poderiam ser lidos por quem tivesse o login e a senha, sem o envio do email. A conta é 2606iolanda@gmail.com. 




Mônica Moura esclareceu que o nome "Iolanda" foi escolhido por Dilma: "Ela que criou, precisava botar um nome, aí ficamos pensando. Ela até falou que era nome da mulher do presidente Costa e Silva, sei lá. Ela que criou, ela inventou o nome, e a gente criou esse e-mail". E a senha também tinha um dado de Dilma, para ajudar a memorizar: "Criamos uma senha que era, na época era... Não lembro. Não sei o quê 47, que era o ano que ela nasceu". 

A marqueteira não soube esclarecer o número no login: "Aí botamos um nome, Iolanda, um número, 2606, e uma coisa qualquer".

O colunista Eric Balbinus, do site O Reacionário, dá uma explicação para o número, que ele chama de "coincidência macabra": 26 de junho de 1968 é a data do atentado a bomba que matou o soldado Mário Kozel Filho, na época em que Dilma era guerrilheira. 

Leia também: 
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...