terça-feira, 23 de maio de 2017

OAB pede informações sobre escritórios de advocacia citados na delação da JBS-Friboi


O escritório do ex-ministro José Eduardo Cardozo foi citado
Imagem: Reprodução / Redes Sociais
O presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil Claudio Lamachia encaminhou um ofício ao ministro do STF Edson Fachin em que solicita “confirmar se existem outros elementos no âmbito da delação premiada do Grupo JBS, ainda sob sigilo, e, especialmente, envolvendo escritórios de advocacia”.



Na segunda-feira (22/05), o JOTA revelou que o executivo Ricardo Saud, operador das propinas da JBS, afirmou ter pago propina por meio de mais de 100 escritórios de advocacia, que, em troca, emitiram notas de serviços fictícios.

No ofício Lamachia afirma que busca as informações para fins de adoção das providências cabíveis e que “em razão do caráter sigiloso das questões ético-disciplinares (§ 2o, do art. 72 da Lei Federal no 8.906/94), solicito o acesso a OAB (sic) a tais elementos e, sob o compromisso legal, asseguro que será preservado o sigilo”.

Leia também: 

Veja também: 





Luciana Camargo
Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...