terça-feira, 30 de maio de 2017

Senado aprova investigados na Lava Jato para Conselho de Ética


Imagem: Pedro Ladeira / Folhapress
O Senado aprovou nesta terça-feira o nome de três investigados na Operação Lava Jato para compor o Conselho de Ética. Entre os indicados estão o do líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), e os senadores Jader Barbalho (PMDB-PA) e Eduardo Braga (PMDB-AM).



Os senadores Eduardo Amorim (PSDB-SE) e Flexa Ribeiro (PSDB-PA) também são alvos de investigações no STF (Supremo Tribunal Federal), mas em casos não relativos à Lava Jato.

Caberá à essa composição do Senado avaliar, pelos próximos dois anos, pedidos de cassação de senadores.

Foram aprovadas as indicações de 20 dos 30 membros do Conselho, sendo 15 titulares e outros 15 suplentes.

Leia também: 

O senador Aécio Neves (PSDB-MG), afastado por decisão do STF, é alvo de uma representação no Conselho de Ética.

A ação foi protocolada por Randolfe Rodrigues (Rede-AP) logo após Aécio ter sido gravado em conversa com o empresário Joesley Batista pedindo R$ 2 milhões.

Com a aprovação dos membros, o processo contra o senador tucano poderá ter seguimento no colegiado.

A senadora Gleisi Hoffmann também é alvo de uma representação no Conselho, por ter ofendido os senadores, ao dizer, durante o processo de impeachment de Dilma, que "ninguém tem moral para julgar a presidenta". 

O Conselho precisa agora se reunir para eleição do presidente e para definição do cronograma de atividades.

Veja também: 




Talita Fernandes
Folha de S. Paulo
Editado por Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...