quinta-feira, 25 de maio de 2017

Senado checa assinaturas para criar CPI mista que investigará empréstimos do BNDES à JBS


Imagem: Reprodução / Redes Sociais
A área técnica do Senado iniciou o processo de checagem das assinaturas apresentadas no pedido de criação de uma CPI mista para investigar os empréstimos tomados pela holding J&F – controladora do frigorífico JBS – junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).


A coleta das assinaturas para criar a CPI foi iniciada pelo senador Ataídes Oliveira (PSDB-TO) e deputado Alexandre Baldy (Podemos-GO). Eles colheram as adesões para a investigação conjunta da Câmara e do Senado após a divulgação das delações premiadas dos empresários Joesley e Wesley Batista, donos da JBS, e de executivos da J&F.

Nos depoimentos à Procuradoria Geral da República (PGR), os dirigentes do grupo empresarial admitiram pagamentos de propinas a políticos para obter incentivos fiscais e conseguir dinheiro do BNDES e de fundos de pensão.

Leia também: 

O requerimento de criação da CPMI propõe a investigação dos empréstimos concedidos pelo BNDES à JBS entre 2007 e 2016, durante os governos Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff.

Na sessão desta quinta-feira (25), o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), leu no plenário da Casa o requerimento de criação da CPI mista.

Ao ler o requerimento, Eunício comunicou que o pedido seria encaminhado à Secretaria-Geral da Mesa para conferência das assinaturas. O presidente do Senado explicou ainda que, após a checagem, o resultado será anunciado em sessão do Congresso Nacional marcada para a noite de terça-feira.

A CPI mista deverá ser composta por 16 senadores e 16 deputados titulares. O colegiado terá prazo de 120 dias (prorrogáveis por mais dois meses) para apresentar um relatório final.

Veja também: 




Gustavo Garcia

G1
Editado por Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...