sexta-feira, 12 de maio de 2017

'Será apenas Lula sendo Lula, com sua natureza de cobra?', reflete Janaína Paschoal sobre contradições de Lula ao acusar Marisa Letícia


Imagem: Montagem / Folha Política
A jurista Janaína Paschoal comentou a mudança de discurso de Lula em relação à sua falecida esposa, Marisa Letícia. Em vida, Marisa era tratada como uma pessoa simples e mesmo limitada. Após sua morte, tornou-se a única responsável por transações imobiliárias e negociações para obter vantagens para a família. Janaína pergunta, sobre as versões de Lula: "Em qual Lula acreditar? No da entrevista chorosa, ou no do interrogatório? Ou será apenas Lula sendo Lula, com sua natureza de cobra?".




Leia as considerações de Janaína Paschoal:

Vocês lembram quando o ex-presidente Lula deu aquela famosa entrevista, após sua condução coercitiva?
Aquela entrevista de Lula me impactou; cheguei a ficar emocionada, quando ele falou de D. Marisa e dos pedalinhos de cisne.
Vocês lembram? Lula disse que D. Marisa havia sido empregada doméstica, que não gostava de luxo, que só cuidava de suas coisinhas, etc.?
Na famosa entrevista, Lula disse que D. Marisa só quis dois pedalinhos de dois mil reais, para poder brincar com os netos.
Na famosa entrevista, Lula atacou a Lavajato por incluir D. Marisa, uma esposa à antiga. E eu concordei com ele!
Ao final da entrevista, Lula se apresentou como uma Jararaca. Disse que ficaria ainda pior ao ser atacado, como ocorre com as cobras.
Dessa entrevista de Lula, nasceu o meu discurso: Abaixo a República da Cobra!
Pois bem, ontem, a esposa tradicional (a ex-empregada doméstica) se transformou em grande articuladora, uma verdadeira líder oculta!
Aliás, essa faceta da falecida D. Marisa começou a ser desenhada em depoimentos prestados na última semana.
Em qual Lula acreditar? No da entrevista chorosa, ou no do interrogatório? Ou será apenas Lula sendo Lula, com sua natureza de cobra?
Leia também: 
'A palavra final [dos esquemas] tinha de ser sempre do chefe, e o chefe era Lula', denuncia marqueteiro João Santana
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...