quinta-feira, 18 de maio de 2017

Temer antecipou corte de juros do BC a Joesley, segundo delação


Imagem: Reprodução / Redes Sociais
O presidente Michel Temer antecipou ao empresário Joesley Batista que o Comitê de Política Monetária (Copom) cortaria a taxa de juros em 1 ponto porcentual.




A informação foi publicada na manhã desta quinta-feira (18) pelo site Antagonista e confirmada pela Folha de S. Paulo.

O episódio é parte do acordo de delação premiada dos donos da JBS com a Procuradoria Geral da República. A conversa foi gravada pelo empresário e ocorreu no dia 7 de março, à noite, no Palácio do Jaburu.

Leia também:

Nesse mesmo encontro, o presidente deu seu aval para que a JBS pagasse propina para garantir o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha na prisão, segundo a delação.

No dia 12 de abril, o Copom reduziu a taxa Selic, referência para os juros da economia, em 1 ponto porcentual para 11,25%. Foi a primeira reunião do Copom após a conversa entre Temer e o empresário.

Caso se confirme a história contada por Joesley com a divulgação do áudio da conversa, o presidente terá passado informação privilegiada –que nem mesmo o presidente da República poderia saber– ao empresário, o que permitiria a JBS fazer operações vantajosas no mercado futuro de juros.

Procurado, o Banco Central afirmou, em nota, que as decisões do Copom são tomadas apenas durante as suas reuniões e são divulgadas imediatamente após seu término por meio de comunicado. "Não existe possibilidade de antecipação da decisão a qualquer agente, público ou privado. Sinalizações sobre possíveis futuras decisões são emitidas nos documentos oficiais do Banco Central", disse.

Os assessores do presidente Michel Temer não retornaram as ligações da reportagem até a publicação dessa notícia. 

Veja também: 





Raquel Landimi
Folha de S.Paulo
Editado por Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...