segunda-feira, 12 de junho de 2017

'Justiça eleitoral no Brasil nunca foi muito levada a sério. Mesmo entre advogados, é voz corrente que só se pune no Brasil candidato nanico ou de estado do Norte', afirma jornalista


Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O  jornalista Guilherme Amado, do jornal O Globo, lembra que a Justiça Eleitoral já não tinha muita credibilidade antes mesmo do julgamento da cassação da chapa Dilma-Temer: "Justiça eleitoral no Brasil nunca foi muito levada a sério. São tantas as brechas para se livrar de uma punição mais rígida que, mesmo entre advogados, é voz corrente que só se pune no Brasil candidato nanico ou de estado do Norte".


Leia também:
Reguffe propõe concurso público para ministro de tribunais superiores

Veja também: 


 

Luciana Camargo
Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...