sábado, 3 de junho de 2017

Polícia Federal gravou Aécio Neves pedindo acesso à delação de Benedicto Júnior


Imagem: Reprodução / DP
O senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG) foi flagrado pelo grampo feito pela Polícia Federal buscado ter acesso ao teor da delação premiada do empresário Benedicto Júnior, o “BJ”, que é ligado à famosa máquina de propinas da Odebrecht. 



A delação de BJ estava sendo mantida em sigilo pelo Supremo Tribunal Federal (STF). A gravação ocorreu na quarta-feira 12 de abril, às 18h42.

No dia 11 de abril, o ministro do STF, Edson  Fachin, autorizou abertura de cinco inquéritos contra o tucano. Entre os inquéritos, um tem como base as informações de delatores da Odebrecht, entre eles Benedicto Júnior.

Leia também:  

BJ revelou que entre janeiro e fevereiro de 2014, Aécio pediu R$ 6 milhões para a sua campanha à Presidência da República. O delator afirmou que acertou com o tucano que os pagamentos seriam feitos através de uma empresa de marketing de sua campanha.

Veja a transcrição da conversa. A PF ainda não identificou a interlocutora.

Aécio – Temos que correr atrás da delação completa do Benedicto Júnior neste final de semana, viu (inintelegível)? É fundamental para umas ações que vou entrar na segunda-feira.
Interlocutora – Eu achei um absurdo o que fizeram com a gente no STF. Nem a FSB teve acesso.
Aécio- Você não consegue isso com suas amigas não?
Interlocutora – Vou tentar. Eu e a Gabriela estamos tentando.

Veja também: 




Diário do Poder
Editado por Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...