segunda-feira, 12 de junho de 2017

'Temer escolheu seus julgadores no TSE. Esta absolvição é ilegítima é inaceitável. Concentração de poder e opacidade somados geram corrupção', afirma promotor


Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O promotor Roberto Livianu ressalta que a ilegitimidade do julgamento da chapa Dilma-Temer pelo TSE vai além da decisão de excluir as provas produzidas pelo tribunal. A absolvição também é ilegítima pela própria composição da Corte: "Temer escolheu seus julgadores no TSE. Concentração de poder e opacidade somados geram corrupção. Esta absolvição é ilegítima é inaceitável".



Leia também: 
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...