segunda-feira, 24 de julho de 2017

Justiça determina que mulher de deputado devolva R$ 40 milhões por desapropriação de terreno do Rodoanel


Imagem: Reprodução / Redes Sociais
A Justiça de Guarulhos, na Grande São Paulo, determinou que a mulher do deputado federal Eli Corrêa Filho, do DEM, devolva os cerca de R$ 40 milhões que recebeu pela desapropriação de um terreno que estava no caminho das obras do Rodoanel Norte. A investigação apontou superfaturamento no pagamento.



Francislene Corrêa é dona de uma área de 230 mil metros quadrados, que fica perto do Aeroporto de Internacional de Guarulhos. De acordo com o governo do estado, o terreno valia R$ 9,7 milhões. Mas, na avaliação de um perito judicial, o local deveria ser desapropriado por R$ 71,5 milhões – número oito vezes maior.

Leia também:
Fachin deve perder metade dos inquéritos do caso Odebrecht

Uma investigação aberta em 2016 pelo Ministério Público de São Paulo revelou movimentação de dinheiro entre juízes, peritos judiciais, advogados e donos de imóveis.

Um dos juízes responsáveis pelas desapropriações chegou a ser afastado pela Corregedoria do Tribunal de Justiça. Ele autorizou a mulher do deputado a sacar parte do dinheiro das desapropriações sem que a Dersa pudesse recorrer.

Além dos cerca de R$ 30 milhões relativos à desapropriação do terreno, Francislene Corrêa também vai ter que pagar juros e multa, o que faz com que o valor total a ser devolvido chegue a pouco mais de R$ 40 milhões.

O advogado de Francislene disse que ela já garantiu em juízo os valores e bens, muito antes desta decisão. E que vai aguardar o julgamento final do mérito.

Veja também:  







G1
Editado por Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...