quarta-feira, 12 de julho de 2017

Presidente do STJ nega liberdade ao ex-ministro Antonio Palocci


Imagem: Reprodução / Redes Sociais
A presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministra Laurita Vaz, rejeitou nesta quarta-feira (12) pedido de liberdade feito pela defesa do ex-ministro Antonio Palocci, preso desde setembro do ano passado na Operação Lava Jato.



A defesa de Palocci, que já foi condenado a 12 anos e 2 meses de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, pediu para que ele continuasse respondendo o processo em liberdade.

Leia também:
CCJ do Senado aprova indicação de Raquel Dodge para PGR
Lindbergh ameaça os brasileiros: 'não esperem passividade'
Desembargador manda Geddel para prisão domiciliar
Doria comemora condenação de Lula: 'Justiça foi feita'
Espumando de raiva, Gleisi diz que condenação de Lula foi 'decisão política, sem provas', baseada em 'prestar contas à opinião pública'

Segundo a ministra, que está de plantão no STJ no recesso do Judiciário, não há ilegalidades no processo que justifiquem a soltura do ex-ministro.

Ela decidiu, então, manter a decisão do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, que havia entendido que a prisão de Palocci era uma forma de impedir e dificultar condutas para a ocultação de dinheiro.

Na decisão, Laurita Vaz afirmou que a prisão preventiva, como é o caso de Palocci, é medida extrema, mas que a sociedade espera que o Judiciário adote "medidas firmes e proporcionais contra condutas criminosas que atentem seriamente contra o Estado e suas bases de estabilidade".

O pedido de liberdade ainda será analisado pela 5ª Turma do STJ, em data ainda não definida.

Veja também: 

 




 

Mariana Oliveira
G1
Editado por Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...