quarta-feira, 5 de julho de 2017

Relator da denúncia contra Temer recebeu doações de alvos da Lava Jato


Imagem: Pedro Ladeira / Folhapress
A campanha de 2014 do relator da denúncia contra Michel Temer, Sergio Zveiter (MDB-RJ), recebeu R$ 1 milhão de três empresas investigadas na Lava Jato. As doações partiram da UTC Engenharia (R$ 400 mil), Carioca (R$ 375 mil) e Andrade Gutierrez (R$ 294 mil). Zveiter, porém, não foi alvo de inquérito e não foi relacionado por delatores a recebimento de propina. 



Naquele ano, a campanha de Zveiter declarou uma receita total de R$ 5,7 milhões. O deputado afirmou ter doado para si mesmo R$ 3,75 milhões e declarou possuir R$ 15 milhões em bens. Ou seja, teria destinado 25% de todo o seu patrimônio para ser eleito. 

Zveiter afirmou que esteve uma vez com Ricardo Pessoa, da UTC. "Quando eu vi ele preso falei: 'Caramba'". No caso da Carioca e da Andrade, o deputado disse que a doação foi "uma questão partidária". 

Leia também: 

Zveiter é deputado federal desde 2011. Antes do PMDB, foi filiado ao PDT e ao PSD. 

Filho do ex-ministro do Superior Tribunal de Justiça Waldemar Zveiter e irmão do desembargador do Tribunal de Justiça do Rio e ex-presidente do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) Luiz Zveiter, Sérgio Zveiter foi presidente da seccional fluminense da OAB e também presidiu o STJD. 

No Rio, comandou secretarias nos governos de Anthony Garotinho (PR), Rosinha Garotinho (PR) e Sérgio Cabral (PMDB). No governo do peemedebista, que hoje está preso sob acusação de corrupção em desdobramentos da Lava Jato, Zveiter foi secretário de Trabalho e Renda do Estado do Rio de 2011 a junho de 2012.

Veja também: 

 


Daniel Carvalho e Rubens Valente
Folha de S. Paulo
Editado por Folha Política
Leia mais notícias do poder e da sociedade em Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...