segunda-feira, 18 de setembro de 2017

BNDES vai questionar escolha ‘na calada da noite’ de CEO da JBS-Friboi


Imagem: Reprodução / Redes Sociais
O BNDES vai consultar a Comissão de Valores (CVM) sobre a validade da reunião do conselho de administração da JBS, que no sábado elegeu José Batista Sobrinho como novo presidente-executivo da companhia. Ele ocupará o lugar do filho Wesley Batista, que está preso.



Em entrevista à Reuters, Paulo Rabello de Castro disse que a reunião “na calada da noite foi um ato de malandragem” e que a representante do BNDESPar no conselho, Claudia Silva de Azeredo Santos, não deveria ter comparecido.

Leia também: 
'Os petistas ficaram histéricos. Será que é medo dos petês de alguém acabar com a zona que fazem no Brasil?', diz Roberto Jefferson sobre General Mourão e intervenção
José de Abreu xinga General Mourão e desafia autoridades a prenderem o oficial do Alto Comando
'Querem acabar com a Lava Jato e deixar todos livres', alerta procurador da Lava Jato


Rabello de Castro disse ainda que o BNDESPar, braço de participações do BNDES, apresentará ainda nesta segunda-feira indicação de dois novos representantes para compor o conselho da JBS.

O BNDES vinha defendendo o afastamento da família Batista do controle da JBS. O banco detém 21,31% do capital da companhia.

“Nem nos nossos maiores desvarios nos passa pela cabeça desistir da nossa posição de trocar o comando da empresa”, disse o presidente do BNDES.

Depois da prisão de Wesley, na semana passada, o BNDES defendeu a escolha de um novo presidente para a JBS. “Qualquer que seja o desenrolar destes fatos, contribuiria para o melhor interesse da companhia, e para a sua preservação e sustentação, o início de uma renovação de seus quadros estatutários, inclusive com a abertura de um processo seletivo para a escolha de um novo CEO para a empresa em caráter definitivo”, diz o banco em nota.

Na semana passada, o BNDES informou que pretendia influenciar na escolha da diretoria financeira da maior processadora de carnes do mundo. 

“O banco permanecerá firme como um rocha na sua posição como sócio da empresa influindo tudo que for possível para consertar a péssima governança da companhia”, afirmou Rabello de Castro.

Em nota divulgada ontem, a JBS informou que a atual “diretoria cuidará de buscar um diretor para a área financeira. “A escolha de um novo CFO é um passo importante para fortalecer a governança da empresa”, afirma Tarek Farahat, presidente do conselho de administração da JBS.


Veja também:






Veja
Editado por Política na Rede
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...