quinta-feira, 14 de setembro de 2017

URGENTE: Na delação, Palocci admite que entregava dinheiro vivo a Lula


Imagem: Ormuzd Alves / Folhapress
Na proposta de delação que negocia com os procuradores da força-tarefa da Lava-Jato, o ex-ministro Antonio Palocci revela em detalhes como se dava a entrega de propina em dinheiro vivo ao ex-presidente Lula. Segundo o ex-ministro, ele próprio era encarregado de fazer pequenas entregas de propina pessoalmente a Lula.



O ex-presidente recebia das mãos de Palocci pacotes de 30.000 reais, 40.000 reais e 50.000 reais. O ex-ministro narra pelo menos cinco episódios em que entregou dinheiro sujo diretamente a Lula. Segundo Palocci, os pacotes de propina eram usados por Lula para bancar despesas particulares.

Leia também: 
Com delação adiantada, Palocci avalia deixar o PT
Lula fica sem palavras diante de documento que prova corrupção e insinua que a PF plantou documento em sua casa; veja vídeo
Senador Requião perde a noção da realidade e diz que procuradora que se recusou a ser chamada de 'querida' por Lula demonstrou 'ódio e horror'
Após Palocci abrir o jogo, o fim da amizade: Para Lula, passa de 'um dos mais inteligentes do país' para 'frio e calculista'
'A tese de Lula foi sepultada. Só é verdade quando o que é dito lhe favorece!', ataca senadora Ana Amélia

O ex-ministro também detalha entregas de dinheiro sujo em quantias maiores. Segundo Palocci, quando o pedido de Lula envolvia cifras mais elevadas, o encarregado de fazer o transporte dos recursos era o sociólogo Branislav Kontic. Espécie de “faz-tudo” do ex-ministro, Branislav levava as remessas de dinheiro ao Instituto Lula, em São Paulo.

Tanto as pequenas entregas de Palocci a Lula quanto as grandes remessas transportadas por Branislav eram descontadas da contra-propina que Lula mantinha com a Odebrecht.


Veja também: 




Robson Bonin

Veja
Editado por Política na Rede
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...