quarta-feira, 11 de outubro de 2017

'Denúncia grave: Dilma deu R$1 bilhão do nosso dinheiro para a JBS logo após a eleição! Temos de assumir o controle do grupo, somos os verdadeiros donos', diz Delegado Francischini


Imagem: Produção Ilustrativa / Correio do Poder
A ex-presidente da caixa Econômica Federal Maria Fernanda Ramos, em depoimento à CPI da JBS-Friboi, negou que tenha havido qualquer pressão dos governos de Lula e Dilma para favorecer as empresas do grupo. 

Mas o subrelator da CPI, deputado Delegado Francischini, não se convenceu com o discurso da ex-presidente e pediu o aprofundamento da investigação sobre as operações de capital de giro. O deputado declarou: "Sabe-se, pelas delações premiadas, que o grupo JBS-Friboi pagou propina ou caixa dois para mais de 1.800 políticos. É óbvio que o capital de giro da empresa não aguenta essa quantidade de crimes. Aí o próprio governo, através da Caixa Econômica Federal, vai lá e recompõe o capital de giro da empresa. Ou seja, em um mês, o grupo recebeu R$ 1 bilhão de crédito da Caixa Econômica Federal, três meses depois da campanha de 2010". 

"Descobrimos que a CEF emprestou 1 BILHÃO para a JBS, em apenas 1 mês, logo após a eleição de DILMA/2010. O Governo tem que assumir logo o controle do Grupo JBS, pois somos seus verdadeiros 'donos'", concluiu o parlamentar.

Leia também:  


Correio do Poder
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...