sexta-feira, 22 de dezembro de 2017

Deltan Dallagnol se revolta com decreto de indulto de Temer: 'tenho vergonha dessa leniência com a corrupção'


Imagem: Produção Ilustrativa / Gazeta Social
O procurador e coordenador da força-tarefa da Lava Jato, Deltan Dallagnol, manifestou profunda indignação com o decreto de indulto natalino do presidente Michel Temer. Segundo o procurador, o presidente prepara uma saída para si próprio e para outros réus da Lava Jato. Para Dallagnol, a mensagem "não poderia ser mais clara", e não está sendo dada unicamente pelo presidente. 




Leia abaixo as publicações de Deltan Dallagnol: 

Temer prepara uma saída para si (se condenado) e para outros réus da #LavaJato: agora, corruptos no Brasil cumprirão apenas 1/5 da pena e serão completamente indultados (perdoados), como regra geral.
O decreto de indulto ignorou a manifestação do Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária, do Ministério Público, da força-tarefa da Lava Jato e da Transparência Internacional. Todos se manifestaram contra aplicação do indulto ao crime de corrupção.
Antes, corruptos precisavam cumprir apenas 1/4 da pena. Agora, irrisórios 1/5. É um feirão de Natal para corruptos: pratique corrupção e arque com só 20% das consequências - isso quando pagar pelo crime, porque a regra é a impunidade.
Leia também: 
Cármen Lúcia manda notificar Temer para depoimento sobre decreto dos portos

Meus parabéns pela ótima mensagem que o Planalto passa à população sobre sua atitude diante da corrupção. Não poderia ser mais claro. Aliás, não é só ele. Tem gente em outros Poderes que neste final de ano está passando a mesma mensagem.
Ainda sobre o indulto: se Vc se assustou pq os corruptos cumprirão apenas 1/5 da pena, isso não é tudo. Quem tem +de 70 anos cumprirá menos pena ainda!! Tenho vergonha dessa leniência com a corrupção, que está alinhada com atitudes de alguns membros do Congresso e do Supremo.
Presidente Temer e Ministro da Justiça ignoraram orientação do Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária, do Ministério Público, da força tarefa da Lava Jato e da Transparência Internacional, ampliando o perdão para corruptos.
Por isso, o próprio Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária, que assessora o MJ nesse assunto, foi contra o indulto a corruptos.
Por isso também, a força tarefa da Lava Jato também foi contra o indulto dos corruptos em carta detalhada e justificada, que mostra como não faz sentido perdoar a pena deles.
Contudo, o pior surdo é o que não quer ouvir. Mudar o indulto agora colaboraria para fazer justiça nas dezenas de casos de políticos e empresários corruptos e poderosos que, enfim, estão respondendo por seus crimes. Então é melhor deixar como está, não é?

Veja também: 





Gazeta Social
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...